O termo taxa de conversão é usado como uma das principais métricas para mensuração de resultados de ações de marketing e vendas. O real significado varia de acordo com o contexto em que é utilizado, porém sempre esperando medir uma ação dentro do funil de vendas.

Sozinha, a palavra conversão é usada como referência a uma venda finalizada, enquanto o termo taxa de conversão é utilizado para mensurar resultado de algum período ou do fechamento de metas.

Dependendo do setor e forma como operam, a taxa de conversão pode ser calculada pelo número de acessos dentro do site, leads gerados ou vendas finalizadas, isso depende qual resultado é avaliado como conversão. Para o e-commerce é considerado o número de vendas realizadas, já para o marketing pode ser o número de cadastros feitos em uma base de contatos, por exemplo.

É uma relação entre o número de usuários que visitam um site e realizam a ação proposta, isto é, quando o visitante responde um questionário, clica no botão ou link de um anúncio e cumpre o que é requisitado dentro da página.

No setor do comércio eletrônico, a taxa de conversão corresponde a uma métrica para medir o retorno de investimento ou resultados, mensurados a partir do momento em que o cliente cumpre as etapas sugeridas até chegar a uma venda, que é o real objetivo da loja.

Os consumidores são os principais protagonistas para o aumento da taxa de conversão. Todas essas ações propostas a eles, fazem parte de um processo que em geral levam todos ao mesmo caminho, que é finalizar uma venda.

Essas etapas são representados em um funil de vendas, que em um formato simples é controlado pelo total de sessões dentro da loja, acessos na página de produto, número de produtos que são adicionados ao carrinho e total de compras finalizadas. Acompanhe na imagem abaixo:

funil-de-vendas

Se você não tiver todas essas informações exatas para saber qual a taxa de conversão da loja, faça pelo menos uma estimativa. Para isso é importante ter uma média do número de visitantes, acesso na página de produtos, pedidos adicionados no carrinho e o valor de taxa de conversão.

Com esses dados é possível fazer uma previsão da receita que será atingida, identificar os momentos em que os clientes abandonam a loja sem concluir uma compra e adequar o site de modo que ele atenda às necessidades e expectativas do cliente.

 

Como medir a taxa de conversão?

Muitos investimentos e ações de marketing são feitas para aumentar o número de visitantes de um site, esperando consequentemente um maior número de vendas. Porém, para saber se essa aplicação está tendo um retorno, é preciso estar atento a taxa de conversão do site periodicamente, para ter uma perspectiva e dados reais sobre o rendimento de todo o trabalho.

Medir a taxa de conversão é mensurar o resultado que a loja está gerando. Para isso, é essencial saber o número de visitantes que o site possui e número de vendas que foram realizadas no período que deseja calcular. Lembrando que se for um cálculo anual, mensal ou semanal os dois valores (número de vendas e número de visitas) precisam estar atualizados dentro daquele período.

taxa de conversão

Podemos exemplificar com duas lojas virtuais como funciona essa conta. Digamos que a loja A tem 5.000 visitas por mês e a loja B 5.000 visitas também, mesmo com o tráfego igual dentro das duas lojas o número de conversão deles é muito diferente.

A loja A apresenta a taxa de conversão de apenas 1% e a loja B 2%, ou seja, do número total de visitas que cada loja recebe, apenas 50 compras são finalizadas na loja A enquanto na loja B são 100 compras concluídas. Esse resultado indica que é possível ter o dobro de vendas, com o mesmo número de visitantes que o site já possui.

 

Taxa de conversão nos e-commerces Brasileiros

No cenário atual de alta competitividade, ferramentas que tem alto valor agregado com baixo custo de aquisição são excelentes para qualquer segmento, em especial para o varejo virtual, considerando que existem muitas dificuldades enfrentadas pelos lojistas brasileiros em aumentar os números de conversão.

Não é uma regra que para vender mais é preciso ter mais visitantes, embora seja o que muitos lojistas acreditam. Uma solução que pode fazer o site vender mais é atingir os clientes certos e oferecer produtos ou serviços que realmente são desejados por eles no momento ideal.

Com foco em aumentar esses números no varejo de pequeno e médio porte, já existem ferramentas que atuam de forma autônoma e automática, sem precisar de um trabalho manual que são controlados por inteligência artificial.

Os números obtidos pelas lojas que utilizam uma solução para aumento da taxa de conversão, estão indo na contramão do cenário atual de conversão de vendas pelo e-commerce no Brasil, pois atualmente o setor apresenta uma baixa nos valores, com média 1,6%, ou seja, a cada 1.000 visitas somente 16 pedidos são realizados.

Conta para medir a taxa de conversão dos e-commerces no Brasil:

taxa de conversão ecommerce

É possível aumentar o faturamento da loja, sem ter novos visitantes, apenas trabalhando com a meta de taxa de conversão. Clique aqui para saber mais sobre o sistema de recomendação e como ele pode aumentar o número de vendas de uma loja.

 

Taxa de conversão nos e-commerce do mundo

A maioria dos brasileiros fazem pesquisas online sobre produtos e serviços antes de realizar uma compra e parece que esse não é um costume só do nosso país.

Segundo uma pesquisa do Statista feita em 2017, nos Estados Unidos as pessoas experientes em compras online estão determinadas a passar um tempo lendo avaliações e pesquisando produtos para realizar a melhor compra possível.

Podemos analisar a influência dessa informação sobre a média da taxa de conversão dos Estados Unidos, que chegou a 2,49% no primeiro trimestre de 2018, ou seja, número de visitas a lojas online que foram convertidas em compras.

Nesse setor, os Estados Unidos está na frente de outros países se comparado com Itália que apresenta a média de taxa de conversão de 1,6%, exatamente o mesmo valor da média brasileira.

Uma curiosidade é que durante a jornada online de pesquisa, o principal motivo que faz os consumidores italianos abandonarem os sites de lojas é a má usabilidade ou falta de produtos desejados, causa que faz 42,8% dos usuários deixarem a página enquanto navegam procurando um produto e 11,7% no momento de concluir a compra.

 

Como melhorar a taxa de conversão

Logo o momento que o cliente entra no site, a velocidade (tempo de resposta) para carregar a loja virtual, caso seja muito lenta, já pode ser um fator que diminui o número de acessos ao site e consequentemente baixa a taxa de conversão. Por isso é bom sempre conferir como está o funcionamento.

Coloque mais importância aos produtos do que em elementos desnecessários dentro da loja (brilhos, cores ou imagens) que não sejam o foco, para que a atenção seja direcionada a página de produtos e não desviada para outras partes do site.   

Remova as distrações e deixe os produtos chamaram atenção, vale adicionar botões indicativos para adicionar ao carrinho, benefícios e valor do produto. Se possível coloque um espaço para outros clientes deixarem um depoimento sobre o produto, isso aumenta a confiabilidade para o consumidor finalizar uma compra, mas busque sempre ter comentários positivos, é claro.

Procure ter vitrines inteligentes, que direcionam a pesquisa do consumidor ao que ele estava buscando dentro da loja, isso diminui o tempo de pesquisa por um produto e melhora a experiência de compra dentro do site.

Outra coisa, os pop-ups que mostram promoção relâmpago, são ótimas oportunidades para aumentar a taxa de conversão, pois quando o cronômetro está rodando com um cupom de desconto é quase impossível o cliente não finalizar a compra.

Todas essas dicas podem ajudar a calcular e aumentar a taxa de conversão dos e-commerces.

O que achou desse post? Se te ajudou a entender um pouco mais sobre taxa de conversão, compartilhe nas suas redes sociais 🙂

Deixe uma resposta