Não há dúvidas que o e-commerce é um negócio em expansão. De acordo com uma publicação da Statista, foi responsável por quase $2.3 trilhões em vendas, durante 2017, cujas expectativas são de atingir $4.5 trilhões em 2021.

Vamos concordar que não há nada mais atraente que ser seu próprio chefe. Nos tempos modernos que vivemos, cenário onde a Internet faz do e-commerce um trajeto animador para o sucesso, você pode tornar essa meta mais disponível.

Entretanto, pode remeter a impressão de ser um pouco complicado para iniciantes. É totalmente justificável ter dúvidas por onde começar e como lançar um negócio de e-commerce de sucesso, que gere receita.

Entretanto, pode remeter a impressão de ser um pouco complicado para iniciantes. É totalmente justificável ter dúvidas por onde começar e como lançar um negócio de e-commerce de sucesso, que gere receita.

Se você está pensando em começar um negócio de e-commerce e venda de produtos online, então é melhor você dar um olhada por essa checklist antes de ir em frente.

1. Planeje seu Negócio

Se alguém lhe disser que você não é capaz de começar um negócio, lembre-se, ou eles estão com receio de tentar, ou com receio de seu sucesso. Sendo assim, antes de começar seu plano de negócios, convém compreender quão sério você é a respeito disso. Pode parecer entediante, mas você terá que criar muitos documentos para seu negócio para tentar de verdade. Antes de mais nada, é de bom grado criar um plano de negócios de uma página, facilitando às partes interessadas entenderem mais sobre si.

Em segundo lugar, estabeleça suas metas, visão e missão. Na sequência, é aconselhado explorar o mercado e compreender a parte central da indústria a qual você fará parte nos negócios.

Por fim, decida seu público-alvo. Para quem você irá vender seus produtos? Como você os atingirá? Quais são as etapas para construir uma relação de confiança e credibilidade com o público-alvo? Assim que tiver tudo isso que mencionamos escrito em um papel, é a hora de passarmos para o próximo passo.

2. Pesquise seu Nicho de E-commerce & Persona

Identificando seu nicho

Você pode ver com certa frequência alguns sites de e-commerce inundados com um monte de produtos, em categorias sem foco real. Sejamos honestos, apenas não é profissional. Não importa quão grande – ou não – seu orçamento for, é simplesmente impossível se tornar uma Amazon ou eBay sem realizar uma categorização de nicho, almejando administrar uma loja de e-commerce que dê frutos.

Escolher um nicho é uma das partes mais significativas quando se inicia uma loja de e-commerce. Acima de tudo, você deve identificar empresas de sucesso que já estão trabalhando nesse campo. Razão sendo a verificação de uma esfera competitiva, pois você nunca obterá sucesso se não existir um mercado na esfera.

Identifique seu cliente ideal

Após a identificação de seu nicho e em posse de um plano de negócios, sabemos que a tentação em começar imediatamente é grande, mas você deve esperar. Antes de pensar em produtos, você deve pensar sobre personalidades. Você não será capaz de vender seus produtos se não souber como atingir seus clientes.

Procure sempre responder às seguintes questões buscando entender seus clientes ideais:

  • Quem são eles?
  • Quais são seus empregos?
  • Como é seu dia-a-dia?
  • Quais são suas metas de vida?
  • Onde buscam informação?
  • O que eles priorizam em um vendedor?
  • O que desaprovam?

É por convenção a utilização de três personalidades de cliente ideal, no início. Com o passar do tempo, caso venha a ser requerido, você pode criar novos.

Tão breve você definir os clientes ideais, mais fácil será para o planejamento de um calendário mensal de conteúdo e liderar esforços de apoio. Lembre-se sempre de seu cliente ideal ao criar conteúdo para as redes sociais e postagens de blog.

3. Decida o Nome do seu Negócio

Com toda a certeza, o que você menos precisa é descobrir que o nome de seu produto ou domínio se encontram registrados para um outro negócio qualquer. Decida a respeito dos nomes de seu negócio e domínio, em dois tempos – e que seja diferente.

Veja bem, só há benefícios para si, quando os nomes de domínio e empresa ou produto casam perfeitamente.

4. Hospede seu Site

O ponto central da criação e construção de um site online é a hospedagem do site. Normalmente, os serviços de hospedagem de site não são baratos, sendo recomendado usar todos os elementos possíveis para ter um site funcionando eficazmente. Antes de escolher uma hospedagem de site barata, reconsidere sua decisão, pois pode ser confiável, mas não eficaz. Aqui vemos a validade de ler avaliações, pesquisar e perguntar a amigos para entender aquilo que pode ser realmente bom para seu negócio.

5. Escolha uma Plataforma de E-commerce

Após a aplicação dos passos acima mencionados, certifique a capacidade de sua plataforma de e-commerce se equivaler a famosos mercados de e-commerce, aumentando assim sua exposição.

Escolher uma plataforma de e-commerce é importante para conseguir tráfego. Tente usar e-mails de agradecimento, compras adicionais e cupons para atrair mais visitantes.

Além disso, você também pode usar diferentes plataformas como Shopify, WIX, Woocommerce, para seu negócio. Elas sugerem algumas características básicas de funcionalidade para vendas online que combinam perfeitamente com startups de e-commerce. Olhemos por um momento para a Shopify, uma das líderes da indústria com esplêndidos recursos de gestão de loja e páginas de produtos com fácil aquisição.

Há algumas plataformas Latino Americanas que funcionam bem para qualquer loja de e-commerce, como o Mercado Livre, Extra, Linio, Submarino, e outros. Podemos dizer que o Mercado Livre é o maior e mais destacado mercado na América Latina. É comum por vezes ouvir que o Mercado é o Ebay latino-americano, analisando que suas estratégias dialogam bastante.

6. Garanta seu Nome de Domínio e Site

A segurança de qualquer loja de e-commerce é da mais alta importância. A fim de evitar surpresas desagradáveis no que se refere ao tema, aconselha-se seguir os pontos abaixo, assegurando a manutenção de uma loja segura:

  • Use senhas bem difíceis para manter sua conta de web segura
  • Use antivírus e medidas de spyware para manter seus detalhes de login seguros
  • Mantenha seu domínio atualizado com o registrador
  • Tenha em mente que seu domínio deve ser renovado

Ao aplicar esses pontos, você minimizará o risco de ser atacado por hackers.

7. Adicione um certificado SSL em seu site

Segurança é o passo mais importante em momentos de início de uma loja online. Adquirir um certificado SSL seria uma boa posição, estando atento para providenciar a melhor segurança a seu site. Para adicionar um certificado SSL, seu site precisa ter um endereço de IP próprio. Tal requerimento se dá visando obter garantias de que o tráfego vá diretamente para seu endereço de ID, e não outro lugar.

Com isso feito, você vai precisar ir em busca de um certificado de SSL, que é tipo um documento de identidade, só que para sua loja. É uma senha bem longa para o seu site, e toda vez que uma pessoa visitar a sua loja, através de um HTTPS, essa senha é verificada para saber se combinam, ou não.

8. Determine seus Produtos e Preços

Outro ponto importante ao começar uma loja de e-commerce é a venda de produtos incríveis. O e-commerce é apenas mais um canal para compartilhar seus itens com o mundo. Obviamente, o preçário de cada produto deve estar de acordo com seu valor, com clientes sempre voltando para mais. Dito isso, independente do que for vender, garanta que:

  • Corresponda
  • Não seja horroroso
  • Tenha sempre em mente a meta estabelecida por si
  • Trabalhe corretamente

9. Elabore Opções de Frete

Depois da decisão sobre produtos e preços, é a hora de elaborar as taxas de entrega. Normalmente, os clientes tendem a apreciar frete gratuito, por isso, confira sempre a possibilidade de uma versão com frete gratuito antes de configurar os preços de entrega.

10. Haja dentro da Lei

Quando se configura uma loja online, a última preocupação que vem à nossa mente são as considerações legais. Existem alguns passos a serem completos quando lidamos com os parâmetros da lei para seu negócio. Portanto, preste bastante atenção e escolha a estrutura legal dentro do escopo de seu negócio. Uma série de empresas formam LLCs (empresas de baixo custo de produção), mas é melhor realizar uma pesquisa substancial para absorver aquilo que for mais conveniente a si. Tenha em mente as leis federais e estaduais e assegure-se de ter obtido toda a informação necessária para trâmites legais de seu negócio.

11. Adicione um Sistema de Recomendação em seu Site de E-commerce

Nos dias de hoje, sistemas de recomendação são amplamente usados por lojas de e-commerce, justamente por fazerem todo os processo de compra muito mais fácil e produtivo. Os clientes receberão recomendações baseadas em seus interesses e necessidades, proporcionando uma experiência de compra mais rápida e eficaz. Ou seja, um sistema de recomendação de produto é aquilo que você precisa para uma startup de sucesso.

12. Comece o Marketing bem cedo

Mesmo se você ainda não estiver pronto para acelerar, é um bom passo já ir configurando seus perfis de redes sociais e criar o conteúdo necessário para seu blog. Considere a opção de sinalizar “Em Breve”. Os visitantes de seu site podem se inscrever, interessados em receber atualizações.

13. Atraia clientes para sua loja

Os tempos de exagero nas palavras-chave estão longe no passado, mas a otimização de mecanismos de busca (SEO) está viva e forte. Quando construir cada página de seu site, deve manter palavras-chave e termos de pesquisa em sua cabeça. Basicamente, não esqueça de atrair tráfego para seu site.

Lojas de e-commerce com grande orçamento investem em marketing online. Em ocasiões que não há fundos disponíveis, você pode lançar mão de boletins informativos para marketing de e-commerce – as conhecidas newsletters – ou escutar podcasts de marketing para ter uma noção maior da ideia central da indústria.

Outra maneira eficaz de atrair clientes são os social ads e os Google ads. Em especial para situações onde se busca atingir um público alvo específico em sua área de serviço. Por exemplo, tanto Google Adwords quanto Facebook permitem que anunciantes mirem suas audiências de acordo com seu país, estado ou código postal.

Em adição, Facebook Advertisements lhe permitem escolher diferentes botões de chamada, do tipo:

  • Ligue agora
  • Compre agora
  • Descubra mais
  • Inscreva-se

14. Comece a vender online!

O processo de aprendizado em como vender online pode ser cansativo. Mas após a compreensão de como vender online efetivamente, vai lhe parecer o trabalho mais lucrativo para si. De mesmo modo vai acabar por entender quais são os produtos vendidos por você.

É importante desenvolver uma estratégia para vendas online como, por exemplo:

  • Vender através de sua loja online
  • Encontrar produtos para vender online
  • Atrair clientes via marketing

Concluindo, você pode começar sua loja de e-commerce imediatamente, se for capaz de seguir os pontos supracitados. Sempre bom lembrar, ter um plano de negócios concreto em mente é o ponto fundamental para uma startup de e-commerce. Aí, então, se iniciam questões de segurança, marketing, utilização de sistema de recomendação, dentre outros pontos vitais para qualquer negócio de e-commerce, já abordados previamente.