Empreendedorismo no e-commerce: 8 erros para evitar

Empreendedorismo no e-commerce: pequenos detalhes podem fazer a diferença no desempenho da sua loja virtual. Conheça os erros que você deve evitar para não perder o seu cliente.

empreendedorismo e-commerce

 

Você já sentiu aquele medo de cometer erros que podem destruir todo o seu negócio? Em muitos casos, pequenas práticas cotidianas de empreendedorismo no e-commerce, fáceis de implementar por qualquer gestor, podem ser determinantes para o sucesso da loja virtual.

Ações específicas, recursos tecnológicos e ferramentas digitais podem se revelar soluções poderosas na transformação de um e-commerce mediano em um case de sucesso e contornar equívocos comuns nesse segmento. Para chegar lá, saiba o que evitar neste post!

1. Não levar a experiência do cliente em consideração

Um dos erros mais graves de empreendedorismo na área de e-commerce é ignorar que os clientes têm necessidades e desejos diferentes na hora de fazer compras.

Em um mercado cada vez mais competitivo, o empreendedor que assume que todos os clientes vão se comportar da mesma maneira — e gostar das mesmas coisas — está muitos passos atrás da concorrência.

Isso porque mais do que oferecer produtos ou serviços, é preciso encantar. Se a ideia é criar um e-commerce de sucesso, é importante criar uma relação de proximidade com cada usuário.

Nesse cenário, ferramentas como os sistemas de recomendação aparecem como um recurso eficiente de fidelização de consumidores.

Quando utiliza inteligência artificial, essa tecnologia organiza as vitrines virtuais de cada usuário, levando em consideração fatores como seu histórico de navegação anterior, sexo, idade e localização geográfica e, assim, faz recomendações personalizadas para cada um.

Dessa maneira, é possível criar ofertas de produtos totalmente direcionadas e alinhadas com necessidades específicas de consumo.

Além disso, a ferramenta também sugere produtos complementares aos que estão no carrinho do cliente, como capacetes e acessórios na compra de uma bicicleta ou itens similares de melhor desempenho e valor de venda mais alto, como notebooks e celulares.

Conheça 8 modelos de recomendação de produto para a sua loja virtual.

2. Ter uma taxonomia confusa

No comércio eletrônico, o termo taxonomia é usado para caracterizar a divisão dos produtos disponibilizados para venda em categorias e subcategorias.

Se essa classificação não é bem feita, o seu e-commerce fica confuso e as chances de que o cliente não encontre o que necessita — e vá buscar na concorrência! — são grandes.

O mesmo acontece quando os títulos de cada mercadoria não estão padronizados. Por isso, estabelecer uma estrutura — normalmente composta por nome funcional, marca e quantidade — ajuda o cliente a compreender melhor as ofertas disponíveis e aumenta as chances de conversão.

Em resumo, se você não deseja perder vendas tendo o produto em estoque e a preços competitivos, é importante manter a loja virtual organizada e padronizada de maneira a facilitar a vida do consumidor.

3. Não contar com uma busca eficiente

Além de facilitar a jornada de compra e elevar a experiência, ter uma busca eficiente que mostra os resultados de pesquisa com velocidade e assertividade também diminui o seu trabalho com relação a categorias e atributos.

Afinal, já foi comprovado que os clientes preferem buscar pelos produtos direto no campo de busca, pois quando a busca é eficaz, o uso de categorias e filtros diminui consideravelmente.

Por isso, a busca inteligente é uma tecnologia essencial para qualquer e-commerce hoje. Ela tem esse nome porque também utiliza inteligência artificial para otimizar as buscas dentro da loja.

Geralmente essa ferramenta conta com:

Felizmente existe esse tipo de solução no mercado. Pois ter uma busca ruim, que demora para encontrar os resutados, que não mostra os produtos certos independentemente de digitação errada e que não conta com recursos que otimizem as pesquisas pode espantar o seu cliente definitivamente!

4. Não trabalhar com estratégias de retenção

Outro erro grave de empreendedorismo no e-commerce diz respeito à falta de estratégias de retenção de clientes. Se você quer aumentar seu volume de vendas e ganhar competitividade, precisa trabalhar sempre com a ideia de que cada cliente é muito importante e que nenhuma chance de conversão deve ser desperdiçada.

Para evitar que isso aconteça, o ideal, mais uma vez, é apostar em tecnologia. Ferramentas como pop-ups de retenção, por exemplo, podem ser utilizadas em momentos decisivos do processo de compra, como quando o cliente está prestes a abandonar o carrinho ou mesmo o site.

Nesse momento, esse tipo de recurso evita o abandono e ainda serve para relembrá-lo sobre eventuais vantagens oferecidas pelo e-commerce, como frete grátis e descontos.

5. Utilizar um subdomínio

Lançar uma loja virtual sem domínio próprio é outro erro de empreendedorismo no segmento de e-commerce, porque traz uma série de desvantagens e pode afetar consideravelmente o desempenho do seu negócio ou até mesmo inviabilizá-lo.

Isso porque em lojas virtuais construídas dessa maneira não é possível, por exemplo, trabalhar com estratégias de search engine optimization (SEO), que ajudam a loja virtual a ficar melhor posicionada em sites de busca, pois o domínio não é seu.

Além disso, e-commerce sem domínio próprio sofrem um abalo naquilo que é mais caro para quem atua nesse segmento: a credibilidade.

Lojas virtuais constituídas assim transmitem a mensagem de um negócio pouco profissional ou sem a estrutura necessária para atender o cliente adequadamente, o que costuma gerar uma sensação de insegurança que não raro inviabiliza as vendas.

6. Oferecer poucas opções de pagamento

Quem faz compras em lojas virtuais está em busca de praticidade. Por isso, um erro básico nesse segmento é lançar um e-commerce que ofereça poucas opções de pagamento.

Se você quer garantir a conversão, é importante assegurar-se de que o cliente tenha à sua disposição diversas maneiras de efetuar o pagamento: cartões de crédito, débito, boleto, transferência bancária, PayPal, PIX e WhatsApp Pay são algumas das modalidades que costumam ser oferecidas no comércio eletrônico e que ajudam seu negócio a ganhar competitividade.

7. Operar sem uma estratégia de marketing digital

Se você deseja criar uma loja virtual de sucesso, precisa garantir que ela seja reconhecida no mercado. Portanto, outro erro nessa área  — e na verdade, em qualquer outra  — é operar sem qualquer estratégia de marketing digital.

Por isso, utilizar ferramentas como anúncios patrocinados, estratégias de search engine optimization (SEO), e-mail marketing, remarketing e marketing de conteúdo é fundamental para que o seu comércio eletrônico esteja sempre na memória — e nos resultados de busca! — de clientes e potenciais clientes.

Lançar uma loja virtual e esperar que os usuários a encontrem sem qualquer esforço, apenas com base na indicação de amigos e parentes ou em ações de marketing offline, é uma estratégia que não só impede a expansão do seu e-commerce como pode acabar por inviabilizá-lo completamente.

8. Não ter uma identidade visual definida

Quando o cliente pensa no seu e-commerce, que imagem vem à mente dele? Se você não soube responder à essa pergunta, isso é um péssimo sinal.

Repare nas marcas que você admira pelo sucesso que fazem junto ao público e pelos resultados positivos de vendas que acumulam. Todas elas possuem uma identidade visual muito clara, com um logo que as representa de maneira inequívoca.

Por isso, investir na criação de uma identidade visual forte não deve ser encarado como um “gasto extra”, mas como uma necessidade básica.

Um logo forte, representativo da sua marca, bem como cores e tipografias padronizadas ajudam a criar uma sensação de familiaridade e reconhecimento nos consumidores e a consolidar seu e-commerce no mercado.

Em um segmento tão competitivo como o comércio eletrônico, pequenos erros podem prejudicar consideravelmente o desempenho do seu negócio. Por isso, não abra mão de utilizar todos os recursos e ferramentas disponíveis para garantir o sucesso e a rentabilidade da sua loja virtual!

Agora que você já sabe os erros de empreendedorismo que devem ser evitados no seu e-commerce, aproveite também para entender um pouco mais sobre marketing de conteúdo para e-commerce.

Compartilhar:
2021-08-16T21:56:01+00:00
EnglishPortuguêsEspañol