O maior desafio no mercado do comércio eletrônico é entregar a seus consumidores um atendimento ao cliente superior que em outros lugares. Ajudá-los a encontrar exatamente o que precisam – ao guiar sua experiência de compra – é a grande questão. Em um estabelecimento tradicional, há sempre vendedores sagazes, prontos para auxiliar. Eles acompanham o cliente, ao passo que tentam entender as necessidades e preferências do consumidor, para recomendar especificamente produtos que lhe vão interessar. Já as lojas online trabalham com chatbots, caixas de diálogo que deveriam substituir a função do assistente de vendas, em si. Entretanto, apesar de vendedores online conseguirem absorver certa parte dos problemas, eles pecam em entregar, substancialmente, o mesmo volume que uma pessoa fisicamente poderia. Sistemas de recomendação de produto foram criados especificamente para superar o problema da comunicação virtual em comércios eletrônicos, com ajuda da personalização.

O que é um Sistema de Recomendação de Comércio Eletrônico?

Um sistema de recomendação de produto é uma ferramenta que coleta dados e utiliza algoritmos para fazer sugestões e recomendações. Cada usuário tem seus dados coletados e analisados, separadamente, em critérios como compras anteriores, histórico de busca e estudos demográficos. O sistema de recomendação aproveita o grande mar de informação disponível e facilita o processo de tomada de decisão ao providenciar seleções de conteúdo direcionado. Ao encontrar esse panorama, a grande idéia por trás de um sistema de recomendação de comércio eletrônico é afunilar esse oceano de possibilidades e disponibilizar apenas escolhas de total relevância.

Um sistema de recomendação é aplicável a todas empresas de comércio online. Vejamos os casos da Amazon, fiel a recomendação de produtos, e da Netflix, sempre sugerindo o que assistir. O próprio LinkedIn, cujo sistema de recomendação destrincha dentre mais de 500 milhões de usuários para lhe mostrar apenas pessoas que sejam potencialmente relevantes a você. A natureza competitiva do varejo online obriga todas plataformas de comércio eletrônico a lançar mão a um sistema de recomendação. Nesta postagem, discutiremos as cinco razões por que sua loja online precisa de um destes.

  • Melhor Experiência Para o Usuário

O benefício mais importante quando se adquire um sistema de recomendação é o aumento significativo da qualidade da experiência de seus clientes ao navegar em seu website. Dada a competição mencionada anteriormente, é certo que todas lojas tentam oferecer a melhor experiência possível. Acontece que isso se torna impossível sem a configuração de um sistema correto. Para tal, é necessário exceder todas as expectativas.

Melhor Experiência com Sistema de recomendação

Uma coisa é certa: um visitante que aprecia a experiência de compra, mais que satisfeito, retorna rotineiramente e, eventualmente, consolida-se como cliente. Ao recolher e analisar informação, sistemas de recomendação criam sugestões personalizadas aos usuários do site. Isso é possível através da filtragem de dados prévios do visitante.

A maior parte dos sistemas de recomendação usa 2 tipos de filtragem ou uma combinação de ambos:

  1. Filtragem colaborativa – cria recomendações ao comparar um usuário em questão com outros usuários que tenham preferências similares
  2. Filtragem baseada em conteúdo – recomenda tomando por base os dados anteriores específicos de um usuário, como compras ou pesquisas realizadas.

Ao aproveitar esses sistemas de filtragem e organização de dados, o sistema gera recomendação de produtos personalizados de acordo com a necessidade de cada usuário. Normalmente, pessoas apreciam a experiência com uma marca nas ocasiões que sentem uma atenção especial, demonstradas em atitudes. Com sugestões certeiras, um sistema de recomendação para lojas online promove experiências individuais para cada visitante.

  • Impulsão de Vendas

Um sistema de recomendação inteligente deve ser capaz de criar recomendações de produtos certos, dentro da faixa de preço desejada, no lugar certo. A idéia central é optimizar o conteúdo disponível, encaixando com os anseios do usuário. Optimizar seu website garante uma impulsão de vendas ao estimular crescente taxas de conversão, promovendo inventário de produtos nichados. Seus consumidores retornarão ao site, isso é fato. Quando você sabe o que eles querem, toda a jornada de compra se torna muito mais fácil.

Em geral, as recomendações podem ser personalizadas ou despersonalizadas. Ambas são utilizadas para impulsionar vendas. Sistema de recomendação de produto personalizado foca em sugerir produtos em relevância com as preferências do visitante. Tais recomendações são geradas após análise de dados como visualizações recentes, compras ou itens procurados. Criar recomendações individuais demanda muito conhecimento sobre o cliente.

Sistema de Recomendação Impulsa as Vendas

Quanto aos sistemas de recomendação despersonalizados, esses se provam úteis ao promover itens populares ou produtos em grande quantidade no inventário. Enquanto uma loja online, é preciso ter dados sobre seus produtos mais vendidos. No momento que uma pessoa visita seu site pela primeira vez, ainda não há informação suficiente sobre eles para criar recomendações personalizadas. É possível, porém, recomendar com base em seus produtos de maior sucesso entre sua clientela. Ter um sistema de recomendação despersonalizado influencia a venda de estoque acumulado e itens que não andam a vender tanto, ao receberem maior exposição.

  • Engajamento Potencializado

Personalização desempenha o papel diferencial de um sistema de recomendação. Garantias de maiores taxas de engajamento caminham de mãos dadas com uma experiência de compra marcante. Quando um cliente reconhece valor e, ao mesmo tempo, tem facilidade em navegar por seu site, suas chances de engajamento são potencializadas. Manter uma relação pessoal com cada cliente é praticamente impossível, o que não desconsidera a realidade de um engajamento significativo, comprovado.

O processo de engajamento é incrementado através do uso de um sistema de recomendação, pois não concentra-se exclusivamente na parte da compra. O que isso quer dizer? Significa que todo o processo deve ser pensado, desde o início, para assegurar o objetivo em proporcionar uma experiência ao cliente do mais alto nível. A sugestão feita sob medida é a peça final de todo um caminho traçado com cuidado, assegurando a potencialização do engajamento. Satisfeito, o cliente retornará consideravelmente, criando cada vez mais uma relação íntima e de confiança.

Ter consumidores engajados leva também a maiores taxas de retenção e aumento da lealdade. Qualquer empresa ambiciona cativar a lealdade de seus clientes, haja vista que seu estímulo é a base para qualquer relação duradoura com a marca. A fim de impulsioná-la, a marca precisa atingir e visualizar cada um de seus clientes como o mais especial. No mundo do comércio online, a meta só se apresenta como real com a ajuda de um sistema de recomendação. Tirando as recomendações no próprio site, o sistema também envia notificações e lembretes aos usuários, quando há alguma compra não finalizada. Essa estratégia é amplamente utilizada no mercado na busca por maiores níveis de engajamento.

  • Mais Tráfego

Quando o conteúdo de seu website é optimizado para cada usuário, assegura-se que o visitante vá a todas as opções disponíveis do produto, em particular, que o mesmo está a buscar. Ao clicar em um item, o sistema de recomendação indicará uma série de produtos similares para consideração. A ferramenta também aumenta as chances do consumidor voltar ao site para realizar novas compras.

Grosso modo, os benefícios discutidos aportados pela recomendação de produto afetam, diretamente, o tráfego em seu website. A qualidade exponencializada da experiência, combinada ao maior engajamento, bem como as estratégias de impulsão de venda, cria numeroso tráfego interno para seu site. Maior a performance em números, maior é seu tráfego interno. Pessoas que clicam em recomendações visitam mais páginas, de forma que tendem a adicionar mais produtos aos seus carrinhos de compra. São esses os clientes, satisfeitos com a recomendação do produto recebida, que tornarão, com certeza, a comprar e visitar para novas aquisições.

Sistemas de recomendação aumenta tráfego em seu website

 

  • Mais que necessário

 

Sistemas de recomendação são utilizados pelas empresas líderes e bem sucedidas do mercado de comércio eletrônico. No mundo moderno, se resultados efetivos são almejados, tal sistema se apresenta como mais que obrigatório.

Amazon

Amazon, empresa líder no varejo online, reconhece os sistemas de recomendação como elemento raíz para gerar sugestões a seus usuários. A gigante do varejo usa uma data de diferentes sistemas de recomendação, para alcançar os melhores resultados. Na verdade, Amazon credita 35% de sua receita ao sistema principal utilizado. Essa porcentagem não está equivocada, entretanto, não é totalmente precisa. Um estudo foi publicado recentemente, em uma conferência Economia e Computadores, com a proposta de calcular a quantidade de tráfego que advém de um sistema de recomendação. Baseado na análise de atividade de 4.000 produtos, especialistas averiguaram que apenas um quarto de todos os cliques eram gerados por recomendações. Portanto, sem um sistema de recomendação, o tráfego interno cairia 8% apenas. Apesar do número não parecer marcante, ele pode originar um efeito considerável. Especialmente se és uma start-up no ecommerce – é prerrogativa captar o maior tráfego possível..

Eles recomendam itens comprados frequentemente com outros itens que o usuário já tem no carrinho. Além disso, também sugerem produtos similares aos itens vistos recentemente. Recomendações incluem, também, itens que são versões melhoradas de produtos já comprados anteriormente. É importante notar que Amazon usa sistemas de recomendação para realizar sugestões dentro e fora do site. As recomendações fora do site funcionam via e-mail e contabilizam maior taxa de conversão se comparada com aquelas no próprio site.

Sistema de recomendação de produtos de Amazon

Netflix

Com a ajuda do sistema de recomendação da Netflix, usuários encontram conteúdos muito mais relevantes para assistir. Um estudo recente, encabeçado por McKinsey, demonstra: até 75% do que é assistido na Netflix, é uma sugestão advinda de um sistema de recomendação. De acordo com executivos da empresa, Carlos A. Gomez-Uribe e Neil Hunt, seu sistema de recomendação gera uma economia de (pasmem) $ 1 bilhão.

Best Buy

Best Buy, outra potência do mercado, é também um ótimo exemplo de comércio online que consegue recolher retorno considerável graças a seu sistema de recomendação. Quando se encontraram à beira da falência, no ano de 2015, a loja passou a utilizar um sistema de recomendação de produto e concentrou-se em vendas online. No segundo semestre de 2016, Best Buy reportou um aumento de 23.7% em vendas. Esse número foi possível, em grande parte, ao sistema de recomendação empregado.

Conclusão

O sucesso de qualquer loja online é fortemente dependente de um sistema de recomendação. Não importa se tens informações sobre os visitantes de seu site, ou não. É imperativo usar um sistema de recomendação para tornar a jornada de compra deles mais agradável e útil, com a compreensão que tais sistemas desempenham uma atividade com enorme precisão, progressivamente. A longo prazo, é garantido o valor agregado a seu comércio eletrônico.