10 Motivos de sua Loja Online Não Performar Bem

10 Motivos de sua Loja Online Não Performar Bem

E-commerce é uma das indústrias de ponta mais benéficas hoje em dia. Ao se aprofundar, você terá uma fantástica oportunidade de ganhar grandes receitas com poucos recursos. Entretanto, nem todos os empresários apanham rapidamente o jeito das lojas online, o que leva a muitos stresses até eventualmente conseguirem aprender com seus equívocos.

Portanto, destrinchamos separadamente 10 motivos que podem causar ruídos no trabalho de sua loja online.

1. Má primeira impressão

Não é necessário dizer que a primeira impressão sempre importa em todas as áreas. Mesmo na indústria do e-commerce, uma má primeira impressão pode acarretar muitos problemas para empresários. As causas de uma má impressão são numerosas, começando pelo design do site até o fim da navegação com ausência de contato de informação e descontos.

Para fazer que sua loja online se destaque do resto, aconselha-se evitar erros cometidos por outros varejistas, portanto, prepare-se. Outra razão para seu site não performar tão bem pode ser uma navegação pobre.

Ou seja, tendo uma loja online que use botões pequenos ou imagens pobres dos produtos, acompanhado de um design que acaba ferindo a navegação não é encorajado. As pessoas tendem a deixar uma loja online tão cedo percebem que a navegação é complicada e empobrecida.

Quando nos referimos aos sites, a navegação desempenha um papel similar a um mapa de estradas. Ela direciona o visitante a todas seções e informações diferentes no site. Uma navegação boa e clara providencia aos visitantes uma boa experiência e os faz ficarem mais tempo, ajudando no crescimento.

Garanta que sua loja responda a multi-dispositivos com grandes imagens e botões. O Google, por exemplo, sugere pelo menos 48 pixels para botões de clique e alvos.

Outra questão importante a se considerar é a informação dos contatos. De início, informações de contato podem parecer um detalhe menor para um site, mas cumpre um papel significante ao agregar uma melhor experiência ao usuário. Não expor as informações de contato é uma negativa para os clientes. Quando entram em um site, eles presumem conseguir contactá-lo se preciso. Limitar seu acesso a uma informação de localização ou número de telefone pode levar a uma perda de confiança na marca.

2. Seu site não está otimizado com SEO

Claro, todo empreendedor almeja aparecer mais alto no Google que seus competidores. Mas comandar uma loja online e não usar dicas e truques de SEO é o mesmo que ir a lugar nenhum.

Há alguns passos bem simples que ajudarão a sua loja, nova ou mais antiga, adequada a SEO. Vamos conferí-los:

  • Pesquise

Com pesquisa de palavra-chave e pesquisa de competidor, você será capaz de otimizar as páginas mais importantes de seu site.

  • Identifique os problemas

Em seguida das pesquisas, o próximo passo é consertar erros que sua loja tenha, melhorando o fluxo da mesma.

  • Adicione conteúdo ao blog

Um blog é um ótimo meio para o ranking de palavras-chave necessárias. Você pode otimizar cada blog para uma palavra-chave mas não além muitas. Dentro desse contexto, será importante contar com redatores experientes a fim de providenciar postagens de blog de alta qualidade e adequadas a SEO em seu site.

Há muitas formas de otimizar seu site a SEO, cabendo a si escolher quais são aplicáveis a seu site.

3. Imagens de produto pobres

Quando se opera uma loja online, é imprescindível sempre se lembrar que o cliente não é capaz de pegar um produto com as mãos e analisá-lo. Dito isso, providencie imagens de qualidade, em ângulos diferentes, permitindo que o cliente perceba por completo o que você está a vender.

Imagens de produto pobres com descrições exageradamente técnicas estão sentenciados ao fracasso, sem despertar nenhum interesse.

Você presenciará a diferença considerável no interesse a partir dos clientes assim que começar a usar imagens de qualidade representando seu produto em todos os ângulos.

horrible eCommerce mistakes

4. Díficil processo de checkout

Não é nenhum segredo que um processo de checkout complexo é extremamente frustrante. Conduz a uma má experiência do usuário até o extremo de nunca mais retornarem. Um processo de checkout curto e bem organizado facilita a situação e aumenta as taxas de conversão de sua loja, direcionando mais vendas e receita.

Muitos clientes ficam nervosos quando se exige alguma forma de registro durante o processo de checkout, então, caso não queira perdê-los, é uma boa ideia adicionar uma opção de visitante em seu site. E mais, eles podem completar tranquilamente o processo de checkout e somente depois salvarem suas informações ao registrarem-se.

5. Opções de frete escondidas

Saiba já: as pessoas abandonam um sem fim de carrinhos online todo o dia justamente por custos de frete escondidos, que só aparecem ao final do processo de checkout. Elas fazem isso por acharem as taxas de frete muito altas e não se veem dispostas a pagar taxas tão caras.

De acordo com as estatísticas, 75% dos clientes abandonam seus carrinhos de compra e 55% fazem isso como resultado do frete. A maior questão sobre frete é relacionada a taxas de frete escondidas ou caras em demasia.

Normalmente, taxas de frete são a principal razão das pessoas deixarem a página do carrinho de compras para trás. Por consequência, varejistas online desenvolveram estratégias para eliminar essa barreira entre eles e o cliente. Uma dessas estratégias é tornar o frete gratuito, pelo menos através de adesões anuais.

6. Ignorar usuários de mobile

Tendo em conta o fato de 50% do tráfego online vir de usuários de mobile, a atitude de ignorar o mobile no universo do e-commerce seria um grande fracasso em compreender o presente e futuro do e-commerce. Pessoas hoje em dia usam tablets e mobiles como primeiro dispositivo de escolha para compras online.

Segundo a estatística, 40% dos usuários foram à página do competidor devido a uma experiência ruim de mobile e 84% tiveram dificuldade em realizar uma transação mobile.

Ou seja, se você quer conquistar maiores taxas de conversão e aumentar as vendas de seu site, faça-o intuitivo para mobile.

7. Ignorar promoções

É sempre bom lembrar: nunca se esqueça das promoções. Não importa o tipo de produto vendido ou serviço oferecido por si, sem promoções bem elaboradas, você não irá a lugar nenhum.

De modo geral, existem vários canais que podem ser utilizados para uma promoção. Email marketing, mídias sociais, Google ads e Facebook Ads são apenas alguns exemplos.

Veja o caso da Google, que sugere o Google Display Network, o Google Search Network e o YouTube Network onde seus anúncios podem aparecer. Isso já depende da estratégia e objetivos de seu site, bem como do público alvo que você pretende engajar. Por fim, cabe a si e a seu orçamento eleger quais dos canais discutidos é o correto para promover o seu site.

8. Mirar no público alvo errado

Quando se fala da construção de uma loja online, as primeiras coisas que passam na cabeça são o tempo e dinheiro a serem gastos. Pois, saiba – como veremos na sequência – que eles não são o suficiente para montar uma loja que performe bem com o grupo certo de clientes. Mesmo com um conteúdo e marketing bem feito e anúncios pagos, você pode ainda não alcançar os benefícios desejados.

Caso tenha investido muito dinheiro e esforços em seu negócio online, mas ele todavia se recusa a ir além, então garanta que esteja mirando no público certo. Sem uma pesquisa de público adequada, você nunca saberá se tem, com certeza, os clientes corretos, ou não.

Nesse sentido, responda às seguintes perguntas:

  • Quem é meu público-alvo?
  • O que eles querem?
  • Quais são suas necessidades que ainda não foram alcançadas?

Mesmo sem dados pesados sobre seus clientes, você ainda tem ferramentas para entender suas necessidades e fazer sugestões relevantes. Aqui vão alguns simples passos para seguir ao tentar encontrar o público-alvo correto:

  • Fale com as pessoas

Com esse simples passo, você descobrirá se escolheu o público-alvo certo ou não. São muitos os casos onde uma empresa assume conhecer seu público-alvo e no final das contas o público relevante é bem diferente. Nesses casos, é preciso fazer uma mudança no curso e ir em outra direção. Isso se chama mudança pivotal em Lean Startup Methodology.

  • Consulte o cliente

A melhor forma de entender as necessidades dos clientes que lhe pagam é fazendo uma pesquisa com eles. Não precisa realizar uma pesquisa com todos eles, umas 20 pessoas já são suficientes para analisar o que está errado com sua loja online.

Além disso, devido a estratégias de remarketing ou redirecionamento você pode conectar seu site com seus visitantes. Tal estratégia lhe coloca em posição de disparar anúncios a um público definido. Também funciona como método para expansão da marca, aumentando sua exposição e conhecimento, focando em pessoas específicas ou compradores em potencial.

Hoje em dia, os dois principais canais usados para remarketing são o Facebook e o Google. Entretanto, outras plataformas de terceiros como Adroll e Retargeter também são utilizados.

9. Subestimar recomendações de produto

Hoje, uma das tecnologias de melhora mais usadas e eficazes são as recomendações de produto. Com sua utilização, você realiza recomendações relevantes a seus clientes à medida de suas necessidades e requerimentos.

Até mesmo o mecanismo de recomendação mais simples consegue satisfazer seus clientes ao reduzir o tempo e esforço gastos em buscas. Mecanismos de recomendação são das técnicas mais essenciais usadas no e-commerce recentemente e seu papel é enorme na compreensão das necessidades do cliente indo ao máximo de encontro a eles.

Consequentemente, subestimar recomendações de produto não é uma decisão inteligente vindo de um dono de loja online, haja vista que providencia uma melhor experiência ao cliente.

10. Política de preço errada

Outro ponto que toca a má performance de uma loja online é o preçário errado. Na verdade, é mesmo um dos pontos mais duros de se lidar. Por exemplo, quando você coloca o preço baixo, clientes passam a achar que o produto é de baixa qualidade também, mas quando se coloca preços altos, eles já partem para outra loja.

Se considerarmos as taxas e frete, a política de preço fica ainda mais desafiadora. Para encontrar o preço de ouro médio você deve lançar mão do auxílio de pesquisas de mercado para determinar a política de preço. Somente depois de uma pesquisa de mercado própria você será capaz de entender as necessidades de seus clientes e aumentar a ROI de seu site graças a uma política de preço condizente.

Conclusão

Para concluir tudo que abordamos previamente, devemos adicionar que ao manter os pontos discutidos, você minimizará os riscos de cometer erros vitais que influenciariam na má performance de sua loja. Além disso, pesquisas de mercado e conhecimento da indústria potencializam sua loja para se destacar na multidão, sugerindo produtos de qualidade e serviços a preços condizentes.

Reforçando, não ignore promoções, usuários de mobile, nem mecanismos de recomendação, considerando que cumprirão um papel crucial na boa performance de seu site. Ao tomar ciência e executar os pontos mencionados, você melhora continuamente a performance de seu site e o leva para um outro patamar.