Táticas de Marketing de Conteúdo para Sites de E-commerce

Táticas de Marketing de Conteúdo para Sites de E-commerce

Nos dias de hoje, marketing de conteúdo é o melhor caminho para se comunicar com o público, bem como para atrair tráfego. Uma estratégia de marketing de conteúdo ideal deve ser capaz de responder às seguintes perguntas:

  • Quais problemas seu conteúdo está resolvendo?
  • Quem é o seu público?
  • Qual o valor providenciado por si?

Antes de nos aprofundarmos no marketing de conteúdo, vamos entender o que é isso de um modo geral.

O que é o marketing de conteúdo?

É uma abordagem de marketing que cria e distribui conteúdo relevante, de qualidade e informativo para atrair um público alvo e aumentar conversão.

Conhecidamente, conteúdo pode ser percebido de diferentes formas: artigos de blogs, vídeos, tutoriais, fotos, emails, infográficos, ebooks, e por aí vai.

Conteúdo desempenha um papel essencial na indústria do e-commerce, haja vista que os compradores demandam cada vez mais e varejistas online devem estar prontos para fornecer conteúdo de valor que estimule a tomada de decisão dos clientes.

De acordo com as estatísticas, quase 84% dos compradores leem avaliações de produto antes de realizarem a compra. Vale-se notar que 46% dos compradores online são influenciados por avaliações. Hoje em dia, é possível avançar na indústria do e-commerce sem marketing de conteúdo.

A importância do marketing de conteúdo no e-commerce

Como já foi dito, o marketing de conteúdo é crucial para o e-commerce. Para marcas de varejo, marketing de conteúdo é uma das maneiras mais eficazes de se colocarem no mercado online. É sabido que 70% dos clientes sentem-se mais próximos da empresa como resultado de marketing de conteúdo.

A importância do marketing de conteúdo é destacada na lista de benefícios abaixo, acarretando ao e-commerce:

  • Geração de 3 vezes mais leads, em oposição ao marketing tradicional.
  • Custo de 62% menos que o tradicional
  • Efeito positivo da customização de conteúdo em 82% dos clientes.
  • Conexão mais próxima com as marcas em 70% dos clientes.
  • Interesse de 70% das pessoas em ler artigos a respeito de uma marca, ao invés de anúncios.

É fato inegável que marketing de conteúdo é o ponto de virada em um e-commerce e não seria inteligente subestimar sua importância na indústria do e-commerce.

Portanto, qualquer um que tenha intenção em usar marketing de conteúdo em e-commerce deve estar ciente de seus tipos, antes de começar.

Tipos de marketing de conteúdo

Sendo uma das estratégias mais eficazes para todas as sortes de negócios e indústrias, marketing de conteúdo é visto em vários tipos. Vamos discutí-los!

1. Blogs

Blogs são dos tipos de marketing de conteúdo mais conhecidos. É um bom método para melhorar SEO e conduzir tráfego orgânico. Quanto maior for o blog, maior será o espaço para links, palavras-chave, etc. Entretanto, maior não significa entupido de conteúdo com palavras irrelevantes. Seja cuidadoso para não ultrapassar os limites e repelir pessoas com seu conteúdo. A conta média de palavras de artigos de primeira página em mecanismos de busca é aproximadamente 1900.

2. Vídeos

Na verdade, é estimado que um terço da atividade online geral é gasta em conteúdo de vídeo. Isso significa que manter-se competitivo na era digital anda de mãos dadas com providenciar conteúdo de vídeo. É uma maneira rápida e fácil de alcançar e engajar um público alvo, independente do tipo de indústria.

3. Infográficos

Esse tipo de conteúdo tem uma significância educacional, principalmente. São textualmente curtos e visualmente impressionantes. Infográficos fornecem informação que destaca e ajuda a compreender dados apresentados.

4. Estudos de caso

São normalmente histórias de clientes ilustrando sua experiência com a empresa. Eles contam a história de como uma certa empresa lhes ajudou a atingir o sucesso.

5. eBooks

De modo geral, eBooks providenciam conteúdo duradouro que permite negócios a fornecerem valor a seus clientes e leads. A maior ênfase se encontra no valor. EBooks são conteúdos frescos, relevantes independente da idade.

6. Postagens de Mídias Sociais

Conteúdo das postagens de mídias sociais é de grande importância. Eles ajudam atingir novos públicos e a encontrar relações com clientes em potencial. Plataformas de mídias sociais como Twitter, Facebook e Instagram tem papel importante em engajar novos leads e atingir mais clientes, especialmente para marcas de varejo.

Táticas de marketing de conteúdo para seu site de e-commerce

Há várias táticas sendo aplicadas em marketing de conteúdo para e-commerce, abaixo veremos separadamente uma série de táticas que ajudarão seu e-commerce a ocupar posições de liderança na indústria.

1. Ideias de conteúdo em Brainstorm

Postagens de blog em sites de e-commerce são normalmente usadas em dois propósitos:

  • Conduzir tráfego qualificado
  • Vender produtos

Assim sendo, resta entender qual tipo de postagem de blog funcionará bem para os objetivos mencionados. Esse estágio é chamado de brainstorming.

Em primeiro lugar, vá a parte analítica de sua loja online. Explore e encontre os top10 produtos que estão a vender bem. Faça uma planilha para os mesmos.

Note que os resultados do marketing de conteúdo não são visíveis sempre. Pode levar até seis meses para conseguí-los. O principal objetivo ao escrever conteúdo promocional sobre líderes de venda é ganhar o retorno de investimento positivo mais cedo.

Você pode deixar produtos menos populares para depois. No caso de iniciar marketing de conteúdo para uma loja nova e não saber quais produtos são campeões de venda, é possível basear-se nos produtos que mais vendem em seu competidor. Como resultado, você terá tópicos para sua postagem do blog.

2. Otimize seu conteúdo para buscas

Você pode começar a escrever tão breve tenha uma boa lista de nomes de blogs que podem trazer tráfego. O primeiro e mais importante ponto é ter em mente que ao começar escrever, é preciso fazê-la longa. A razão se dá por postagens longas possuírem mais backlinks e são rankeados mais altos nos resultados de mecanismos de busca.

Calcula-se que a contagem média de palavra em um blog que aparece na primeira página do mecanismo de busca do Google é de 1.890 palavras. Pelo outro lado, isso não significa que você deve entupir seu conteúdo com palavras irrelevantes. A postagem deve ter valor para seu público-alvo.

No caso da postagem do blog estar cheia de erros ou informação inútil, a conexão não será feita com as pessoas, pois as mesmas não conseguirão ler. É recomendado contratar um editor se necessário, aconselhando-se também o uso de ferramentas como Grammarly e Hemingway.

Outro ponto chave ao escrever conteúdo são as palavras-chave. Deve-se prestar imensa atenção ao incluir palavras-chave nas partes requeridas do conteúdo como o primeiro e último parágrafo, subtítulo, etc. Há bastante ferramenta de otimização de SEO para simplificar o processo, como a SEO Writing Assistant da SEMRush. Você pode usá-lo para fazer mudanças no Google Docs e otimizar para as palavras requeridas.

Para blogs de lojas de e-commerce rodando em WordPress, deve-se usar, então, plugins relevantes. Um deles é o Yoast. Não apenas dá sugestões de otimização de palavras-chave como também ajuda a editar, customizar meta títulos e descrições.

Outro passo importante na otimização de uma postagem de blog são as imagens. Quando se acaba de escrever e otimizar com palavras e imagens, o blog já está pronto para publicação.

3. Promova seus produtos de forma inteligente dentro do conteúdo

Assim que suas postagens de blogs estiverem sendo compartilhadas e começarem a ser ranqueadas nos mecanismos de busca, você já pode perceber o surgimento de tráfego. Isso significa que é hora de promover produtos nas páginas de postagens do blog.

Entretanto, promover não significa apenas encher a página com vários produtos, sendo isso um desestimulante para as pessoas. O conteúdo providenciado não deve ser jogado para venda, mas deve estar de fácil acesso para compra, caso as pessoas queiram. Nesse sentido, você pode adicionar um botão de “Compre Agora”.

Aqui, o papel de mecanismos de recomendação é vital. Eles providenciam recomendações relevantes de qualificadas aos clientes, que podem tornar visitantes em compradores em potencial.

4. Converter tráfego em leads

Depois de seguir as táticas supracitadas, não se deve esperar os clientes saírem comprando itens de uma hora para outra. Isso é condicionado a uma série de razões.

Por exemplo, você pode vender sementes de erva e as pessoas podem não comprá-las, pois já o fizeram antes. Além disso, podem não comprar por não estarem familiarizadas com a marca, ou não confiarem em sua loja ainda.

É por isso que você deve desenvolver uma estratégia que lhe ajudará a conectar-se a eles, ao passo que lhes alcançará tão breve estejam prontos para comprar.

De modo geral, a maioria das lojas de e-commerce o faz de duas formas:

  • Usando a opção Chat Agora

Com essa opção, os clientes são capazes de receber respostas instantâneas a suas perguntas. E mais, o comerciante ganha acesso autorizado ao Facebook Messenger do cliente, sendo possível manter o acompanhamento com os clientes durante esse tempo.

  • Opção Inscreva-se em nossa Newsletter

É uma boa maneira de se manter em contato com seus inscritos. Um veículo para enviar conteúdo gratuito para leitura, respostas a perguntas. Nesse sentido, você deve nutrí-lo ao oferecer descontos na hora certa e transformar isso em leads. Esse tipo de marketing constrói confiança e as chances de inscritos se tornarem compradores é maior.

Dicas bônus

1. Dê novo sentido a seu conteúdo

A maior parte das pessoas se esquece dos conteúdos publicados semanas atrás. O melhor a ser feito com esse conteúdo é aplicá-lo de diferentes formas.

Retorne sempre ao conteúdo publicado e atualize os artigos os quais você se orgulha. Existem muitas maneiras de usar um conteúdo antigo de forma nova. Por exempço, reagrupe-os e compartilhe pelos diversos canais, mirando novos públicos.

Um bom exemplo é usar um infográfico publicado em um conteúdo de vídeo. Ou até mesmo produzir um vídeo com base em infográficos que você publicou há muito tempo.

2. Construa uma relação com influencers

Na jornada para criar uma campanha de marketing de conteúdo para e-commerce de sucesso, você deve colaborar com influencers de mídias sociais, exatamente como os bloggers fazem.

Não é tão difícil quanto parece, veja só:

  • Antes de mais nada, faça uma lista dos influencers relevantes na indústria.
  • Depois, comece a se comunicar e construa uma relação com eles.
  • Em terceiro, divida suas ideias e conteúdo com eles.
  • Comece, talvez, uma campanha de brindes
  • Por fim, use os seguidores desses influencers e conquiste novos públicos

3. Crie conteúdo perene

Outra tática importante no marketing de conteúdo é ter o conteúdo fresco. A principal peculiaridade de conteúdo perene é justamente usar técnicas e ideias sustentáveis ao longo do tempo.

Em geral, existem dois tipos de conteúdo perene

  • Conteúdo pertinente ainda útil com o mudar da cultura e passar dos anos.
  • Conteúdo que perde sua importância e relevância ao longo do tempo.

Conteúdos perenes são normalmente guias “Como Fazer”, depoimentos, Perguntas Frequentes, tutoriais, etc. É interessante ver que a maioria deles não sofrerá mudança por mais de 50 anos.

Pense diferente e não encha os blogs com conteúdo perene, deixando que o mesmo seja enterrado pelo fluxo de novos blogs. Esforce-se para atualizar conteúdo antigo criando uma seção de “Postagens Principais” ou algo do gênero.

4. Blog Visita

Outra tática de grande ajuda no marketing de conteúdo é postagem de visita. Ao ser publicado em sites famosos com grande tráfego, você pode aumentar sua conversão e conduzir mais tráfego. Graças a blogs visita, você irá gerar backlinks, impulsionando o ranking de seu site.

Você pode usar outros guias online relacionados a marketing de conteúdo e blogging para chegar ao limite competitivo da indústria e aproveitar seus benefícios.

Conclusão

Em resumo, devemos afirmar que as táticas de marketing de conteúdo são numerosas, mas depende de si escolher qual funcionará para seu negócio. Tome um tempo para explorar essas táticas, a fim de ter uma ideia vívida a respeito do que se deve fazer ou não, no que tange essa estratégia.