Como aumentar as vendas on-line? 8 estratégias para aplicar na sua loja

Em 2022 é esperado mais um recorde de faturamento dentro do comércio digital. É o que aponta a ABComm, que prevê um faturamento de R$169,5 bilhões, contra os R$150,8 bilhões de 2021. 

Mesmo em um mercado tão aquecido, se você já tem uma loja virtual, sabe que faturar uma fatia desse montante milionário não é tão fácil quanto parece. Então, como aumentar as vendas on-line? O que fazer para levar sua loja virtual ao sucesso? 

São essas as respostas que vamos responder ao longo deste artigo. Elas vão atuar como um checklist de ações para te ajudar a aumentar seus resultados de faturamento.

Continue lendo e confira!

1) Anuncie no Google Shopping

2) Invista em SEO para e-commerce

3) Aposte nas compras por voz

4) Faça e-mail marketing

5) Use o social selling

6) Ofereça múltiplos canais de compra

7) Implemente vitrines inteligentes

8) Mostre pop-ups de retenção

1) Anuncie no Google Shopping

Segundo a pesquisa realizada pela agência de SEO Hedgehog Digital em parceria com a Opinion Box, cerca de 93% dos brasileiros pesquisam no Google antes de fazer uma compra, por isso, uma das formas de colocar o seu produto em evidência é por meio do Google Shopping

A ferramenta de anúncio funciona dentro do Google Ads e permite que você apresente seus produtos para consumidores que estão fazendo pesquisas dentro do buscador, por itens similares. 

Os produtos do Google Shopping aparecem antes dos outros resultados e direcionam os usuários para as páginas de compra do seu e-commerce. 

2) Invista em SEO para e-commerce

O marketing digital para e-commerce ainda está muito relacionado aos anúncios pagos feitos em ferramentas como o Google Ads e Facebook Ads. Entretanto, diversificar o seu mix de marketing contribui para reduzir custos e atingir usuários qualificados usando outros caminhos.

Diante disso, estar entre os primeiros resultados orgânicos do Google se mostra uma excelente opção para aumentar as vendas pela internet

Segundo levantamentos, como o apresentado pelo Search Engine Journal, as três primeiras posições de resultados no Google obtêm cerca de 60% dos cliques orgânicos de todas as pesquisas realizadas.

Por sua vez, o conjunto de táticas de SEO tem como objetivo melhorar as páginas da sua loja, para que elas obtenham um melhor rankeamento dentro do Google. 

Gostou? Quer saber mais sobre como usar esse caminho para impulsionar vendas on-line?  Então acesse outro artigo exclusivo que criamos para te ajudar: Como acertar no SEO para e-commerce e alavancar seu resultado orgânico.

3) Aposte nas compras por voz

Talvez você já tenha feito algum tipo de pesquisa por voz no Google ou tenha interagido com algum assistente virtual como a Siri (Apple) e a Alexa (Amazon). 

Seguindo a mesma lógica que existe por trás desses sistemas, atualmente, é possível oferecer aos visitantes de suas páginas o recurso de busca por voz para e-commerce. Com ele, o cliente pode fazer uma pesquisa dentro da sua loja sem precisar digitar. Basta acionar o comando de voz e dizer o que busca. 

Essa é uma estratégia para o futuro distante? Não! Segundo o estudo da Juniper Research, já para 2023 é esperado que as vendas on-line feitas por voz faturem US$19,4 bilhões

A funcionalidade de busca por voz para e-commerce já pode ser incorporada a partir da adoção de ferramentas (como a oferecida pela SmartHint), que permitem a instalação rápida do recurso, sem grandes dificuldades. 

Vale lembrar que a tecnologia também funciona em buscas feitas em dispositivos móveis

4) Faça e-mail marketing

Segundo uma pesquisa da MarketingSherpa, 72% dos consumidores apontam o e-mail como a melhor forma de receber comunicações de marcas e empresas.

Além da preferência notória do público, o e-mail marketing oferece benefícios como a possibilidade de se comunicar diretamente com um cliente em potencial, que já teve algum contato com a sua marca a ponto de compartilhar o endereço de e-mail com você. 

Ao compartilhar conteúdos por e-mail, que sejam relevantes para aquele contato, você estreita o relacionamento com o lead e ainda contribui para direcioná-lo para as etapas finais do funil de vendas

Vale lembrar ainda que o e-mail marketing é uma estratégia muito mais barata do que os anúncios pagos feitos no Facebook Ads ou no Google Ads. Ou seja, estamos falando de uma estratégia capaz de reduzir seus custos com marketing, ao mesmo tempo em que aumenta as chances de conversão. 

De fato, algumas pesquisas, como a Litmus’ State of Email Survey Research Series, indicam que o ROI (retorno sobre investimento) do e-mail marketing pode chegar a $38 a cada $1 investido. 

Por último, mas não menos importante, o e-mail marketing é uma forma de manter contato com leads gerados em outras ações, como na captura por pop-ups ou usuários que chegaram a montar um carrinho, mas os abandonaram. Isso favorece a conversão e a retenção de clientes, estimulando o lead a fazer uma nova compra.

Leia também: Como a recuperação de carrinho abandonado pode ser uma boa estratégia na jornada do cliente.

5) Use o social selling

As redes sociais não são mais apenas canais de marketing. Ao contrário, elas também funcionam como plataformas de vendas on-line, que permitem atrair e converter o cliente, sem que ele sequer precise mudar de canal. E o social selling é o termo usado para definir as vendas feitas dentro das redes sociais

Atualmente, é possível criar uma loja on-line usando recursos como o Facebook Shops e o  Instagram Shopping. Com isso, você apresenta seus produtos e permite que os clientes possam concluir uma compra ali mesmo. E o sistema também permite a conclusão de transações a partir da integração com gateways de pagamento.

Essa é uma ótima estratégia para aproveitar compras por impulso, tão presentes no varejo. E que, consequentemente, vai ajudar a aumentar suas vendas pela internet, melhorando a experiência do cliente e facilitando o processo de compra. 

6) Ofereça múltiplos canais de compra

Além do social selling, sobre o qual falamos acima, o investimento em outros canais de compra, como os marketplaces, também pode aumentar as vendas on-line da sua empresa.

Cadastrar seus produtos em grandes portais de venda, como Amazon, Mercado Livre ou Magazine Luiza, é uma das formas de alcançar um grande volume de clientes que usam esses canais, diariamente, para pesquisar por produtos

Ao aproveitar o tráfego que sites desse porte atraem, você tem a chance de impulsionar suas vendas on-line em troca do pagamento de uma comissão, que varia de acordo com a plataforma escolhida. 

7) Implemente vitrines inteligentes

As vitrines inteligentes são recursos de recomendação que utilizam algoritmos, análise de dados e, em alguns casos, inteligência artificial para organizar a apresentação dos produtos de acordo com o comportamento do consumidor dentro do seu site. 

Ao identificar os interesses e gostos de cada usuário que acessa sua loja, o sistema é capaz de apresentar produtos de maneira personalizada, de acordo com o que o cliente está buscando. 

Essa é mais uma forma de impulsionar vendas on-line, afinal, você encurta o processo de pesquisa, apresentando logo de cara as opções que estão mais relacionadas ao que o cliente deseja.

Tudo isso é baseado no comportamento que o usuário tem dentro do seu e-commerce. 

Em resumo, esse recurso faz com que você aproveite melhor as páginas da sua loja, colocando em destaque os produtos que cada consumidor pode ter mais interesse, em vez de perder tempo com itens não relacionados às suas necessidades.

Leia mais em: O que é e o que faz uma vitrine inteligente de recomendação?

8) Mostre pop-ups de retenção

Sem dúvida, grande parte do investimento feito pelos donos de e-commerce quando o assunto é “como aumentar as vendas on-line” está relacionado a ações de atração. 

Ou seja, estratégias que levam os usuários para dentro das páginas do seu site. Alguns exemplos são:

  • publicações em redes sociais; 
  • anúncios pagos; 
  • SEO, entre outras. 

Entretanto, uma vez que o cliente já está dentro do seu e-commerce, como diminuir as taxas de rejeição e aumentar o tempo de permanência do visitante dentro da loja? 

Uma das respostas para isso são os pop-ups de retenção. Com eles, é possível se comunicar com os usuários, antes que eles saiam das suas páginas, e tentar convencê-los a ficar ou pelo menos a compartilhar informações para que o relacionamento possa ser mantido posteriormente. 

Os pop-ups de retenção para e-commerce funcionam como janelas que se abrem em momentos estratégicos, dentro da loja, com o intuito de reter o cliente.

Entre os objetivos do recurso está a capacidade de fazer com que o visitante permaneça no site, ao mesmo tempo que apresenta produtos que podem interessar ao comprador. 

Entre os modelos de pop-ups para aumentar as vendas pela internet estão: 

  • Pop-ups no início da navegação
  • Pop-ups nas páginas de produtos
  • Pop-ups que evitam o abandono de carrinho

Conclusão

Além das 8 opções que listamos acima, existem ainda muitas outras estratégias de como aumentar as vendas on-line, entre elas:

  • ações para recuperação de carrinho; 
  • campanhas para SMS; 
  • foco no atendimento ao cliente; 
  • marketing de conteúdo e muito mais. 

Mas, nosso objetivo aqui, foi apresentar algumas opções para turbinar as taxas de conversão de seu  e-commerce. Com elas, você poderá criar um mix eficiente de ações para o aumento de suas vendas. 

Com a SmartHint, você tem acesso a alguns desses recursos, como as vitrines inteligentes, a busca por voz e os pop-ups de retenção. Conheça nossa tecnologia e entenda como melhorar a experiência no seu e-commerce e aumentar as vendas on-line.

Compartilhe:

Rodrigo Schiavini

Rodrigo Schiavini

Fundador e diretor de negócios da SmartHint, também é diretor regional Paraná da ABComm, com mais de 10 anos de experiência em comércio eletrônico para grandes marcas dos mais variados segmentos.
Últimas postagens

Conteúdos e estratégias
para e-commerce

Receba conteúdos especializados no seu e-mail.
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]