O que é fulfillment e como usar no e-commerce

Fulfillment é o termo utilizado, na logística, para se referir a uma estratégia que integra todas as operações, etapas e setores envolvidos em uma transação comercial — desde a compra até a entrega e/ou devolução de mercadorias.


 

Fala-se muito hoje em experiência de compra e sobre a importância desse conceito. Mas um grande erro das empresas é focar nela apenas no momento da venda. 

Para que o consumidor tenha uma experiência realmente positiva com uma marca, ele precisa contar com qualidade e eficiência em todos os pontos de contato com a empresa. E, no comércio, isso também envolve tudo o que vem depois da compra: como a logística e o pós-venda.

À primeira vista, pode parecer simples, mas essas etapas exigem muitos cuidados e preparos necessários que, se não forem bem realizados, podem levar qualquer negócio ao fracasso.  

Felizmente, existe uma estratégia que ajuda a melhorar e otimizar todo esse processo: o fulfillment. E é sobre isso que vamos tratar neste artigo. 

Continue a leitura e fique por dentro de tudo o que envolve esse assunto!

O que é fulfillment

O termo fulfillment vem do inglês e pode ser traduzido de diversas formas, como: cumprimento, realização, preenchimento, satisfação.

Apesar de serem palavras com significados distintos, todas elas se relacionam quando falamos do conceito de fulfillment relacionado à logística — que é o que vamos abordar aqui.

Nesse contexto, fulfillment se refere a uma estratégia que integra todas as etapas, atividades e setores envolvidos em um processo de logística, desde a compra de uma mercadoria até a entrega, envolvendo também o atendimento pós-venda e situações de troca e devolução.

E quando nos referimos ao fulfillment para e-commerce, outro termo bastante utilizado é o e-fulfillment.

Como funciona o fulfillment

Como já dissemos, o fulfillment envolve e integra várias etapas e setores, como:

  • marketing;
  • tecnologia; 
  • logística;
  • e atendimento.

 Além disso, ele pode ser feito de maneiras diferentes: 

  • 100% pela própria empresa; 
  • por instituições parceiras; 
  • por uma única empresa terceirizada e especializada.

Tudo depende da realidade e necessidades de cada negócio.

Leia também: Funil de vendas: o que é e quais os benefícios para o seu negócio.

Quais são as etapas do fulfillment?

As principais etapas envolvidas e integradas no fulfillment são:

  • Armazenamento
  • Pedidos 
  • Separação
  • Embalagem
  • Entrega
  • Pós-venda 

Armazenamento

O armazenamento de mercadorias, ou estoque, é a primeira etapa de um processo de logística e também do fulfillment. Ele pode ser feito pela própria empresa, em um local comprado ou alugado; pode ser feito por um parceiro de fulfillment; e até mesmo pelos fornecedores — no caso do dropshipping

Pedidos 

Depois vem a etapa da compra e da realização do pedido por parte do cliente. A partir disso, é preciso comunicar o setor responsável pela próxima etapa, que é a de separação dos produtos comprados.

Separação

Depois que o pedido foi processado no sistema responsável, é hora de separar no estoque as mercadorias solicitadas pelo cliente. Nesse momento, é essencial ter bastante cuidado com pequenas variações, como cor, tamanho etc., para evitar dores de cabeça com trocas e devoluções.

Embalagem

Em seguida, vem a parte de embalagem dos produtos. Nessa etapa, é importante prezar pela agilidade, mas sempre tomando os devidos cuidados para proteção dos produtos, evitando quebras e outros tipos de danos. 

Entrega

Nesse momento, os itens que já estão separados e embalados devem ser transportados até o endereço do cliente. Essa etapa pode ser feita por entregadores internos, mas é muito comum que seja realizada por empresas especializadas nesse tipo de serviço.

Pós-venda

Todas as etapas que aparecem depois da compra podem ser consideradas pós-venda, mas chamamos assim, em especial, os momentos que acontecem depois da entrega dos produtos

É o momento de receber os feedbacks dos clientes sobre a mercadoria e todo o processo. E, por mais que ninguém deseje isso, é importante se preparar para possíveis trocas e devoluções com serviços de logística reversa

Leia também: Saiba como a Francisca Joias acelerou a decisão de compra e a taxa de conversão.

Como otimizar o fulfillment no seu e-commerce

Apesar de ser um processo complexo que exige muita atenção e cuidado, existem iniciativas que podem melhorar e otimizar o fulfillment no seu e-commerce. Confira algumas a seguir.

  • Segmente os produtos
  • Analise a performance e os resultados
  • Use a tecnologia a seu favor
  • Terceirize a mão de obra

Segmente os produtos

Segmentar e organizar os produtos no estoque por categoria, marca, cor e outros atributos facilita a etapa de separação, possibilita um controle maior do estoque, giro de mercadorias e evita falta de itens.

Analise a performance e os resultados

A análise de resultados é essencial em qualquer estratégia no e-commerce e no fulfillment não é diferente. Fazer isso diariamente vai te ajudar a entender o que está dando certo ou não e até evitar o surgimento de problemas.  

Use a tecnologia a seu favor

Existem muitas tecnologias e ferramentas disponíveis para auxiliar em todas as etapas do fulfillment, apoiando a gestão e os setores envolvidos. Use isso a seu favor e automatize processos o máximo que puder.

Terceirize a operação

Uma alternativa cada vez mais utilizada para otimizar o fulfillment de um e-commerce é optar pela terceirização da mão de obra em diversas etapas da operação e, em alguns casos, de todo o processo. 

Essa é uma tendência que vem crescendo no Brasil, pois assim o e-commerce não precisa de uma estrutura física para armazenamento dos produtos e nem se ocupar da separação, embalagem e transporte. Isso gera economia, tanto de custos com espaço físico, quanto de custos com mão de obra. E a loja virtual pode focar mais em estratégias de marketing e vendas

Principais empresas de fulfillment no Brasil

Como já mencionamos, terceirizar toda a operação de fulfillment pode ser muito vantajoso e é uma tendência cada vez mais comum. Mas, para isso, é preciso contar os parceiros certos para cada tipo de empresa. Tudo vai depender da sua localização, nicho, modelo e complexidade do negócio. 

Para facilitar essa escolha, listamos as principais empresas de fulfillment no Brasil e os serviços oferecidos.

  • Amazon
  • B2W
  • Correios Log
  • DHL
  • Direct
  • Mercado Livre
  • Pier8

Amazon

A Amazon lançou o FBA, um programa de logística para lojistas, em 2020, que envolve armazenamento, gerenciamento e separação de pedidos, embalagem e entrega de produtos.

Diferenciais

  • Atendimento ao cliente final.
  • Mercadorias elegíveis para o Amazon Prime.

B2W

Esse serviço de fulfillment atende lojistas que vendem nas Lojas Americanas, no Submarino e no Shoptime. 

Diferenciais

  • Atendimento do cliente final.
  • Despacho no mesmo dia.
  • Embalagem gratuita.

Correios Log+

O serviço de fulfillment dos Correios se chama Correios Log+ e atende principalmente empresas menores e iniciantes. 

O contrato envolve o pagamento de uma taxa fixa por cada mercadoria armazenada e por cada pedido atendido. E o estoque pode ser feito em apenas algumas cidades do Brasil, como Brasília (DF), Cajamar (SP), Contagem (MG), Curitiba (PR) e Recife (PE).

Diferenciais

  • Pedidos ilimitados.
  • Emissão de nota fiscal.
  • Integração com ERPs.
  • Embalagem gratuita.

DHL

O fulfillment da DHL cuida de todas as etapas e atende tanto empresas B2C quanto B2B.

Diferenciais

  • Click & collect ou entrega direta.
  • Envio nacional e internacional.

Direct

A Direct é uma empresa especializada em logística para e-commerce e atende lojas virtuais de todos os tamanhos.

Diferenciais

  • Armazenamento na Direct ou em centro de distribuição próximo
  • Emissão de notas fiscais remotamente.
  • Atendimento ao cliente final.

Mercado Livre

O serviço de fulfillment do Mercado Livre é o Envios Full e atende os lojistas que vendem nesse marketplace.

Diferenciais

  • Maior exposição de anúncios dentro desse marketplace.
  • Entregas para São Paulo no mesmo dia.
  • Atendimento ao cliente.

Pier8

A Pier8 oferece serviços para lojistas que vendem em marketplaces e também para os que operam em loja própria. 

Diferenciais

  • Acompanhamento de pedidos.
  • Automação de pedidos.
  • Entregas em até 6h para São Paulo e região.

Conclusão

O fulfillment não é uma estratégia simples, mas ao fazê-lo com atenção e cuidado e ao apostar em ações de otimização, ele pode funcionar muito bem e garantir a satisfação e fidelização de clientes

Seja próprio ou terceirizado, contar com um processo de fulfillment bem estruturado pode fazer toda a diferença na experiência do cliente com o seu e-commerce.

Se você preza por uma boa experiência em todas as etapas da jornada de compra, saiba como a SmartHint pode elevá-la dentro da sua loja virtual, garantindo altas taxas de retenção e conversão de vendas. Conheça a tecnologia e agende uma demonstração!

 

Compartilhe:

Tânia d'Arc

Tânia d'Arc

Formada em letras e pós-graduada em mídias digitais, é apaixonada pelas palavras, por comunicação e pelos detalhes.
Últimas postagens

Conteúdos e estratégias
para e-commerce

Receba conteúdos especializados no seu e-mail.