Big data no e-commerce: conheça 7 vantagens para o seu negócio

Quando pensamos em big data para e-commerce, é possível citar uma série de vantagens. Afinal, esse tipo de comércio acontece no ambiente virtual — onde o big data atua.

Antes mesmo de existirem lojas digitais, os dados já eram gerados pelas empresas. Porém, hoje, o número de dados gerados é muito maior, o que trouxe a necessidade de uma tecnologia capaz de lidar com essa grande quantidade de dados. E é aí que surge o big data. 

É a partir da tecnologia de big data que um grande volume de dados pode ser coletado, armazenado e processado. Independentemente de serem dados estruturados ou não, existem muitos benefícios do big data no e-commerce e na utilização dele para outras ferramentas, como a inteligência artificial — que caminha de mão dada com todas as outras tecnologias do futuro.

Uma das grandes vantagens do big data no e-commerce é a possibilidade de cruzar dados de diferentes origens para ter ideias e criar estratégias.

Além dessa, existem muitas outras vantagens do big data no e-commerce. Ficou curioso pra descobrir? Então continue a leitura!

Big data aplicado ao e-commerce

Hoje o mundo é um grande montante de dados que podem ser encontrados em todos os lugares. Dessa forma, uma loja virtual está sempre gerando dados que podem ser utilizados para tomar decisões estratégicas sobre os negócios. 

Isso acontece quando os dados gerados no site da loja são cruzados com dados de outras fontes. Como, por exemplo, o histórico de navegação dos potenciais clientes e clientes.

Através da utilização de big data, é possível ter mais oportunidades para o negócio, ideias para inovação, planejamento e estratégias de marketing digital.

Com tudo isso sendo realizado, fica claro que as vantagens do big data no e-commerce podem resultar também em mais vendas.

Algumas informações da sua loja virtual que podem ser consultadas incluem relatórios de performance, vendas, itens mais vendidos etc.

A partir da coleta dessas informações, é possível identificar qual o ticket médio dos clientes. Ou seja, qual o valor médio que eles gastam na sua loja. Além disso, é possível reconhecer sua localização, produtos favoritos etc.

Outras fontes ricas de dados para as lojas virtuais são as redes sociais. E uma das vantagens do big data para o varejo on-line é justamente conseguir mapear as redes sociais e os dados gerados nelas.

Leia também: O que é social listening e como ele melhora a experiência do cliente?

O que são dados estruturados e não estruturados

Os dados gerados pelas lojas virtuais hoje podem ser caracterizados em estruturados e não estruturados.

Assim, os dados estruturados são aqueles organizados em linhas e colunas. Além disso, seu formato é rígido e aplicativos são capazes de recuperar e processar esses dados facilmente.

Por outro lado, os dados não estruturados não podem ou são difíceis de armazenar em linhas e colunas. Dessa forma, se tornam mais complexos de utilizar de forma estratégica.

    [E-book] Não é mágica, é estratégia: saiba tudo o que o Hotsite pode fazer pelo seu e-commerce

    Quer descobrir as vantagens de usar hotsite para aumentar suas vendas? Nesse ebook você vai aprender:

    - Afinal, o que é um hotsite?

    - Por que e quando usar?

    - Quais as diferenças entre hotsite, landing page e site?

    - Insights para engajar e converter o seu cliente.

    - E muito mais!

    Conheça os 5Vs do big data

    A tecnologia de big data é baseada em 5 conceitos: 

    • volume; 
    • velocidade; 
    • variedade; 
    • valor;
    • veracidade.

    Entenda cada um deles a seguir e como se aplicam ao e-commerce.

    Volume

    Uma das principais características do big data é conseguir lidar com uma alta quantidade de dados que precisam ser processados diariamente. E um e-commerce, por sua vez, gera muitos dados através de registros, transações comerciais, informações compartilhadas etc.

    Velocidade

    A fim de utilizar os dados como uma vantagem do big data para o e-commerce, é preciso que o processamento desses dados seja ágil e veloz. Com isso, as decisões podem ser tomadas quase que em tempo real.

    Variedade

    Existem dados de diversos tipos e categorias sendo gerados por um e-commerce a todo momento. Muitas vezes, esses dados infelizmente não são estruturados e, para que os dados possam ser utilizados, é preciso fazer um pré-processamento deles.

    Valor

    Para que sejam considerados uma vantagem do big data para o e-commerce, os dados precisam gerar algum tipo de valor para a loja.

    Esse valor pode ser agregado aos dados a partir do processamento deles.

    Veracidade

    A fim de ter análises confiáveis, as informações coletadas precisam ser reflexos reais da loja. Portanto, você não pode utilizar nenhum tipo de dado falso. Caso contrário, suas análises não serão verdadeiras e não poderão fazer parte das estratégias da loja.

    7 vantagens do big data aplicado ao e-commerce

    Agora que você já sabe um pouco mais sobre os princípios do big data, conheça a seguir 7 vantagens do big data aplicado ao e-commerce!

    1) Dashboards mais estruturados

    2) Decisões mais estratégicas

    3) Gerenciamento de estoque

    4) Personalização de ofertas

    5) Relacionamento com clientes

    6) Campanhas de marketing

    7) Logística de entrega

    1) Dashboards mais estruturados

    Cada vez mais o big data faz parte da realidade das lojas virtuais, sendo assim, os dados não serão apenas estáticos e visuais. 

    Na verdade, os dados já são capazes de criar um storytelling de dados, o que se torna uma experiência dinâmica e automatizada. Deixando assim a leitura de métricas e resultados do site de e-commerce mais simples.

    Nesse sentido, relatórios são disponibilizados sempre que necessário, e os indicadores de sucesso da loja ficam mais em evidência.

    Baixe agora: 10 indicadores do e-commerce para você acompanhar.

    2) Decisões mais estratégicas

    Cada vez mais a tomada de decisões precisa acontecer de forma mais rápida e eficaz. E para isso, quanto menos intervenção humana houver para organizar planilhas e dados, melhor.

    Os resultados disso são dados integrados e automatizados, processos bem definidos e ações claras para ajustar no e-commerce. Sempre com o objetivo de melhorar a performance no mercado.

    3) Gerenciamento de estoque

    Uma outra vantagem do big data para e-commerce é o gerenciamento do estoque. Com essa tecnologia, todo o direcionamento de ações acontece de forma estratégica, considerando as mudanças do mercado, quantidade de itens em estoque, registros de entrada e saída de mercadorias, prazos de validade etc.

    Como resultado positivo disso, é possível identificar períodos de sazonalidade, antecipar situações no e-commerce e garantir estoque para todos os pedidos.

    Leia também: 3 indicadores de estoque para análise e controle do setor.

    4) Personalização de ofertas

    Quando uma pessoa acessa um site da internet, suas informações são salvas em forma de dados. O comportamento dos clientes pode ser mapeado dessa forma e, através de uma análise feita com big data, é possível personalizar ofertas.

    A partir do momento que um e-commerce consegue fazer isso, a loja se diferencia da concorrência. Afinal, com a personalização, é possível criar ações de marketing mais direcionadas para aquilo que os clientes buscam.

    Leia também: Personalização: o que é e qual a importância para o e-commerce.

    5) Relacionamento com clientes

    Da mesma forma que é possível personalizar ofertas, ao utilizar o big data é possível conhecer melhor o público do e-commerce.

    Os dados analisados resultam em relatórios que informam os padrões de comportamento dos clientes.

    Com tudo isso em mãos, é possível criar ações customizadas e construir um relacionamento mais sólido com os consumidores. Assim, é possível fidelizar clientes e ainda conquistar fãs para o e-commerce.

    6) Campanhas de marketing

    Sem dados, as campanhas de marketing não passam de uma tentativa de conquistar novos clientes. Por isso, uma grande vantagem do big data aplicado ao e-commerce é a criação de estratégias mais consistentes e assertivas. 

    A otimização das campanhas é possível porque os dados nos informam quais são os padrões esperados pelos clientes.

    Leia também: Marketing de causas: conquiste e fidelize clientes.

    7) Logística de entrega

    Uma boa logística de entrega auxilia na experiência do consumidor, especialmente quando é possível realizar entregas mais rápidas e seguras.

    Quando dados como histórico de trânsito de uma região são verificados, é possível customizar as entregas para que aconteçam em menor tempo.

    Big data e inteligência artificial no e-commerce

    Além de usar a tecnologia de big data, também existem muitas vantagens de ter a inteligência artificial no e-commerce. Afinal, ela é um dos caminhos para novos desafios. Veja a seguir alguns exemplos.

    Abandono de carrinho

    Quando um cliente entra no seu site, por exemplo, seleciona alguns itens do catálogo e depois não finaliza a compra, o que está acontecendo é um abandono de carrinho.

    Porém, com as tecnologias disponíveis, fica mais fácil de encontrar essa pessoa novamente navegando pela internet. E com as estratégias de marketing certas, é possível reverter a situação com algum desconto ou bônus exclusivo.

    Chatbot

    Com a utilização da IA, o e-commerce pode ter robôs chamados chatbots na loja virtual e utilizar a IA como aliada dos seres humanos para a rapidez e padronização dos atendimentos mais básicos. Mas é preciso garantir que o seu cliente tenha um bom atendimento, mesmo que através de uma máquina.

    O chatbot será útil para resolver perguntas simples como rastrear pedidos, cancelar compras ou emitir a segunda via de uma nota fiscal. Com machine learning, o chatbot tem a capacidade de aprender a partir da interação com o usuário

    Por exemplo, se o usuário questionar algo que não está explicitamente configurado nas intenções do robô, ele irá cruzar as informações para identificar exatamente sobre o que a pessoa está falando. Porém, quando a situação demandar um atendimento personalizado, o cliente pode encaminhar sua dúvida para um atendente.

    Busca mais eficiente e recomendações personalizadas

    Outra aplicação da inteligência artificial no e-commerce é no campo de busca, com uma busca inteligente, e em recomendações personalizadas para cada usuário, através de vitrines de recomendação

    Ao elevarem a experiência de compra dentro da loja virtual, essas ferramentas aumentam a taxa de conversão de vendas! 

    A SmartHint é o maior sistema de busca e recomendação para e-commerce e é especialista em inteligência artificial para esse segmento. Conheça a tecnologia!

    banner conheça a smarthint

    Informações do autor: Willyan Nascimento é marketing specialist & content manager na IndustriALL, amante de boas histórias e apaixonado por criá-las. 

    Compartilhe:

    Tânia d'Arc

    Tânia d'Arc

    Formada em letras e pós-graduada em mídias digitais, é apaixonada pelas palavras, por comunicação e pelos detalhes.
    Últimas postagens

    Conteúdos e estratégias
    para e-commerce

    Receba conteúdos especializados no seu e-mail.
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]
    [class^="wpforms-"]