Vitrine virtual autônoma: como personalizar de modo automático

Tempo de leitura: 7 minutos

vitrine virtual autônoma

 

A vitrine virtual é o cartão de visitas de qualquer e-commerce. Se você tem um negócio na internet, sabe que ela é fundamental para a sua loja on-line. Especialmente se for uma vitrine virtual inteligente, ou seja, que tem a capacidade de personalização, apresentando os produtos mais relevantes para cada cliente. Mas a vitrine virtual autônoma é capaz de fazer isso automaticamente, sem precisar do auxílio de um analista para configurá-la. Entenda como isso é possível nesse post!

Vitrine virtual autônoma: o que é

A vitrine virtual autônoma personaliza a experiência de compra do usuário de modo automático, ou seja, sem a necessidade de que um profissional faça as análises e configurações. É uma inteligência artificial que faz tudo isso! A mesma que fez a Amazon vender 81,5 bilhões em 2018!

Se você tem vitrines inteligentes na sua loja virtual, sabe que a capacidade de personalização das vitrines influencia diretamente na qualidade da experiência do cliente. Pois funciona como um vendedor virtual que sabe exatamente o que é mais relevante para cada consumidor e recomenda os produtos com maiores chances de compra. 

Além disso, com a personalização é possível saber quais vitrines virtuais mostrar para cada usuário e até mesmo a localização ideal em que devem ser instaladas. Por exemplo: “Mais vistos”, “Mais comprados”, “Recomendado para você”, “O que os outros estão comprando”, há uma enorme variedade de vitrines virtuais, mas o que é interessante para uma pessoa, pode não ser para outra. Assim como a posição em que são distribuídas: “Recomendado para você” na home? “Mais vistos” em produtos? Enfim, tudo é analisado e organizado conforme o grau de atratividade para cada pessoa

Esse sistema de recomendação ajuda a vender mais na loja virtual, não é mesmo?

Mas se você tem vitrines inteligentes no e-commerce sabe que essa personalização não é assim tão simples e rápida. As pessoas mudam de interesse o tempo todo, ainda mais na internet, onde há tanta informação, enquanto que as análises e atualizações do sistema de recomendação, por sua vez, são muito mais lentos. 

Vitrine virtual personalizada sem inteligência artificial

Em um sistema de recomendação sem inteligência artificial as coisas demoram muito a acontecer, pois são necessários vários profissionais para cada ação: um para configurar a ferramenta; outro para analisar o desempenho das vitrines em cada posição; e outro para trocá-las de lugar, se for preciso. 

Normalmente, realizam-se testes A/B, nos quais as vitrines virtuais ficam trocando de posição. Só depois de realizados esses testes é que é possível identificar qual das vitrines mais converteu em cada ponto e decidir em quais posições cada uma deve ser fixada. 

É um processo extenso, como você deve imaginar, que leva um tempo até ser finalizado e mais ainda para ser refeito, caso haja a necessidade de atualização (e sempre há, pois as coisas na internet se transformam o tempo todo, como já mencionamos). 

Vitrine virtual personalizada com inteligência artificial

Quando a personalização das vitrines virtuais é feita por um sistema de recomendação baseado em inteligência artificial, tudo é mais ágil e eficiente, pois as análises são feitas por um robô.

As vitrines virtuais são organizadas e posicionadas na loja automaticamente, sem a necessidade de profissionais específicos para isso. O robô analisa a navegação de cada usuário em tempo real e, com isso, é capaz de reconhecer quais são as vitrines e os itens mais relevantes para cada pessoa e até mesmo qual é o local em que as vitrines terão maior capacidade de conversão

Mas as análises são feitas o tempo todo e se o robô percebe que determinada vitrine não está convertendo muito bem, imediatamente coloca outra em seu lugar.

Ele manipula e monitora o desempenho das vitrines virtuais de modo autônomo e constantemente, sempre focado em alcançar a máxima conversão dentro das lojas virtuais.

Além de serem muito mais rápidas e práticas, as vitrines virtuais autônomas também são mais econômicas, já que não há necessidade de pagar mão de obra para controlá-las. 

Com elas, você personaliza e eleva a experiência de compra dos seus clientes, o que faz com que eles fiquem mais tempo no site e acessem mais páginas por sessão. E, com isso, a taxa de rejeição cai drasticamente, como mostram os indicadores do Google Analytics abaixo:

painel de resultados do Google Analytics

Ficou interessado em implementar essa tecnologia na sua loja virtual? Fale com a gente! 

Solicite uma demonstração da ferramenta

Compartilhar: