Vitrine virtual: o que é, como funciona e como montar no e-commerce?

A vitrine virtual é uma seção dentro do site destinada à exposição e destaque de alguns produtos de uma loja virtual. Nela, os itens são apresentados em uma galeria de fotos e pode conter informações importantes dos artigos expostos, como breve descrição, preço, porcentagem de desconto e condições de entrega e pagamento. 


 

Vitrine virtual: você realmente sabe o que é isso? Muitos se referem a ela para falar de coisas diferentes. De modo geral, tem a ver com a exposição de produtos no ambiente on-line

Mas, como essa exposição pode acontecer de diversas formas, alguns chamam de vitrine virtual a home ou página inicial de um site de e-commerce, outros chamam assim a página de um produto. E ainda tem os que usam o termo para se referir aos itens apresentados em uma rede social ou dentro de uma seção do site. 

Essa confusão se explica, porque a palavra “vitrine” se refere a algo que está sendo exposto. Mas nós, aqui na SmartHint, chamaríamos essa exposição de diversos produtos em um ambiente on-line de catálogo virtual ou simplesmente loja virtual. E a vitrine seria apenas uma seção dentro desse catálogo, com uma listagem de produtos selecionados e reunidos sob algum critério. 

Se ainda não ficou tão fácil de entender, calma que a seguir vamos explicar TUDO sobre esse conceito, como funciona, qual a importância, vantagens e como montar. Confira!

O que é uma vitrine virtual

A vitrine virtual é uma seção dentro do site destinada à exposição e destaque de alguns produtos da loja virtual

Como dissemos na introdução, algumas pessoas usam o termo para se referir a outras coisas, mas aqui nós abordaremos o conceito de vitrine virtual com essa perspectiva.

Nesse caso, a vitrine virtual nada mais é que uma listagem de itens comercializados em um e-commerce. E, normalmente, existem várias dessas vitrines distribuídas pelo site: na página inicial, página de produto, carrinho de compras. E também em diversos locais: topo, meio ou final da página. 

Veja alguns exemplos de vitrine virtual no vídeo a seguir:

Reparou nas seções “Best sellers masculinos” e “Novidades”? Então, essas são as vitrines virtuais! 

Perceba que na vitrine “Novidades” são apresentados produtos diferentes entre si, mas que têm algo em comum: são novos no catálogo. Abaixo da foto de cada um, há o nome do item, o preço e até a informação sobre a possibilidade de parcelamento. 

vitrine virtual novidades

Ao clicar na imagem de um dos artigos, o usuário é direcionado para a página de produto, em que vai encontrar mais detalhes sobre aquele item e finalizar a compra, se desejar. Por isso, usar as vitrines virtuais dentro da loja virtual é uma ótima forma de estimular a conversão de vendas

Veja como a Diesel aumentou em 120% a taxa de conversão, em apenas um mês, usando as vitrines da SmartHint!

Como funciona uma vitrine virtual e para que serve

Resumindo, a vitrine virtual é um elemento que serve para:

  • destacar produtos dentro da loja on-line;
  • chamar a atenção dos consumidores;
  • organizar os itens dentro do site; 
  • facilitar a navegação;
  • recomendar produtos;
  • personalizar a experiência;
  • estimular a compra.

Como vimos no tópico anterior, as vitrines virtuais ajudam a destacar determinados produtos dentro da loja on-line, chamando a atenção dos consumidores. 

É mais ou menos o que também acontece com as vitrines de loja física, mas a grande diferença é que no físico, a vitrine aparece para quem ainda não entrou na loja, é uma tentativa de trazer os consumidores para dentro do estabelecimento. 

vitrine loja física
Exemplo de vitrine externa em uma loja física.

no on-line, as vitrines virtuais aparecem para quem já acessou o site da loja, como se a pessoa entrasse na loja física e lá dentro tivessem outras vitrines, dando destaque para determinadas categorias, produtos em promoções etc. 

Por isso, além de destacar artigos da loja, essas vitrines também servem para organizar melhor os itens e facilitar a navegação dentro do e-commerce, sem que a pessoa tenha que clicar em categoria por categoria e visualizar item por item. Nesse sentido, as vitrines na loja on-line fariam o papel de um vendedor virtual, que mostra os produtos mais vendidos, os mais vistos, ofertas, entre outras coisas.

É por isso que algumas vitrines também são conhecidas como vitrines inteligentes ou vitrines de recomendação. Porque mais do que organizar e expor itens, elas fazem recomendações de produtos para os consumidores on-line. 

Essas vitrines inteligentes fazem parte de um sistema de recomendação, que analisa todos itens da loja e o comportamento dos usuários e, a partir, disso, organiza as vitrines e as posiciona em locais estratégicos dentro do site.

A partir da análise comportamental, é possível montar vitrines personalizadas para cada cliente, de acordo com os interesses que demonstrou durante a navegação. Então é comum que as lojas virtuais tenham dois tipos de vitrines dentro da loja: personalizadas e não personalizadas

As vitrines personalizadas geralmente apresentam produtos similares ou complementares ao que o consumidor já viu ou comprou. 

Já as não personalizadas são mais genéricas e, geralmente, apresentam os mesmos itens para todos os consumidores, que podem ser os produtos mais vendidos ou em oferta, por exemplo.

Quer saber 4 motivos para usar vitrines inteligentes na sua loja virtual? Então confira o nosso vídeo!

Vitrines autônomas

Eu sei que você já ouviu muitos termos até aqui, mas temos mais um bem importante pra te apresentar: as vitrines autônomas

Elas são uma versão mais eficiente das vitrines de recomendação convencionais, pois funcionam automaticamente e possuem uma capacidade de personalização muito maior. Isso é possível através do uso de inteligência artificial (IA).

Como já dissemos, as vitrines inteligentes funcionam através de um sistema de recomendação. Esse mecanismo pode ser feito de diversas formas e, para funcionarem, muitos precisam ser configurados manualmente, assim como as análises, que precisam ser feitas por profissionais especializados. Mas os sistemas de recomendação com inteligência artificial funcionam automaticamente, dando origem às vitrines autônomas. 

Isso significa que a IA do sistema faz análises em tempo real e, com isso, consegue identificar quais são os produtos, as vitrines e as posições mais relevantes para cada usuário, melhorando a experiência e aumentando chances de compra.

Dessa forma, até mesmo as vitrines mais genéricas — como mais vistos, mais vendidos, lançamentos — conseguem ser personalizadas, fazendo com que a experiência do usuário seja única para cada um.

Saiba TUDO sobre sistemas de recomendação para e-commerce neste guia definitivo!

Vantagens da vitrine virtual para o e-commerce

Entre as principais vantagens da vitrine virtual para o e-commerce, estão:

  • Melhor experiência de compra
  • Redução da taxa de rejeição
  • Fidelização de clientes
  • Giro do estoque
  • Aumento da taxa de conversão
  • Maior ticket médio

Melhor experiência de compra

Como já mencionado, as vitrines virtuais ajudam a organizar os produtos no e-commerce, facilitando a navegação e destacando alguns produtos que talvez não seriam vistos pelos consumidores se não estivessem ali. 

Esses fatores contribuem para uma melhor experiência de compra dentro da loja virtual. E se as vitrines forem personalizadas, isso fica ainda mais evidente, pois o usuário vai ser direcionado para os itens que têm mais propensão de gostar.

Leia também: Experiência de compra: 11 dicas para potencializar suas vendas.

Redução da taxa de rejeição

A taxa de rejeição indica que um usuário acessou o site, visualizou apenas uma página e foi embora, sem comprar nada. Mas, quando a experiência fica mais agradável e o consumidor encontra os produtos com mais facilidade, a taxa de rejeição diminui. 

E é isso o que acontece ao usar vitrines virtuais: o cliente se envolve com os produtos recomendados, passa mais tempo navegando e tende a comprar com mais facilidade.

Fidelização de clientes

Ao usar a vitrine virtual no seu e-commerce, a fidelização de clientes acontece de modo natural. Afinal, quando o cliente tem uma boa experiência, ele provavelmente vai querer voltar a fazer compras ali no futuro — além de recomendar a loja para amigos e familiares. 

Giro do estoque

As vitrines virtuais também podem ser usadas como estratégia para aumentar o seu giro de estoque e destacar itens que estão parados há muito tempo, mas que, ao serem apresentados para determinados usuários, podem começar a ter saída.

Aumento da taxa de conversão

O aumento da taxa de conversão é, sem dúvidas, uma das principais vantagens ao usar vitrines virtuais, pois, como dissemos, a experiência de compra fica muito melhor para os clientes, já que eles encontram os produtos com mais facilidade e ainda têm a possibilidade de receber recomendações que não encontrariam sozinhos. Tudo isso aumenta as chances de compra e, consequentemente, a taxa de conversão.  

Maior ticket médio

As vitrines virtuais são uma das principais ferramentas de cross selling e up selling, estratégias que servem para estimular a compra cruzada e a compra de um produto com custo maior, respectivamente. 

No cross selling, você pode usar as vitrines para recomendar produtos complementares ao que o cliente está visualizando, como a “Isto combina com”. Se um cliente está vendo uma calça jeans, a vitrine pode apresentar camisetas, bonés e cintos para ele comprar em conjunto. 

Já no up selling, a vitrine virtual pode recomendar produtos similares, mas com funcionalidades mais avançadas e, por isso, com valor maior. Por exemplo, se ele está visualizando um fone com fio, a vitrine pode apresentar outras opções sem fio com custo mais elevado.

Essa técnica pode parecer complicada, afinal, seria necessário criar várias possibilidades para cada produto visualizado. Mas o sistema de busca e recomendação da SmartHint pode te ajudar com isso, pois têm vitrines autônomas que funcionam sozinhas e de modo automático para cada situação. Agende uma demonstração gratuita!

Como montar vitrines na loja virtual? 

Para montar vitrines na sua loja virtual existem muitos caminhos. Os principais são:

  • usar plataforma de e-commerce que disponibilize esse recurso;
  • criar um sistema de recomendação próprio;
  • contratar um sistema de recomendação especializado.

Plataforma de e-commerce

Algumas plataformas de e-commerce já disponibilizam o recurso de vitrines virtuais grátis para os seus lojistas dentro do plano contratado. Geralmente, elas oferecem as vitrines mais básicas, que ajudam a organizar melhor a apresentação dos produtos. É uma boa opção para quem está começando, mas como esse não é o foco das plataformas, é recomendado partir para alternativas mais robustas conforme o e-commerce for crescendo. 

Sistema de recomendação próprio

Alguns lojistas decidem desenvolver um sistema de recomendação próprio, visando incrementar cada vez mais a estratégia e melhorar a experiência de navegação na loja virtual. 

Mas essa opção leva muito mais tempo, dá bastante trabalho e gera muitos custos. Além disso, não basta só criar o sistema, é preciso dedicar tempo e mão de obra para fazer as análises e as configurações necessárias com frequência. 

Sistema de recomendação especializado

A melhor opção para quem quer expandir o negócio com segurança e assertividade é contratar um sistema de recomendação especializado. Normalmente você paga um valor mensal e o sistema começa a rodar no seu site. 

Para essa opção, os sistemas com inteligência artificial são os mais recomendados, pois funcionam de maneira automática e muito mais personalizada para os usuários. E sem gerar trabalho para a sua equipe interna, pois a IA faz as análises e configurações automaticamente e em tempo real. 

O sistema de recomendação da SmartHint conta com essa tecnologia e ainda disponibiliza todos os indicadores de performance, conectados ao Google Analytics, de modo muito claro e intuitivo no painel administrativo. Crie uma conta agora e veja como funciona!

Principais elementos de uma vitrine virtual

Mas, independentemente da forma que você escolher para montar suas vitrines, alguns elementos são primordiais na hora de montá-las na loja virtual. Veja quais são:

  • critério de apresentação (mais vendidos, similares, ofertas etc.);
  • título da vitrine;
  • imagens dos produtos;
  • links nas imagens, levando para as respectivas páginas de produto;
  • título dos itens e/ou breve descrição;
  • preço dos produtos.

8 cuidados ao montar as vitrines virtuais

1) Aposte em um design harmônico

2) Garanta um layout responsivo

3) Use boas imagens

4) Otimize a velocidade de carregamento

5) Escolha cores adequadas

6) Insira produtos em estoque

7) Analise os resultados

8) Personalize as vitrines

1) Aposte em um design harmônico

É muito importante que o design das vitrines seja compatível e harmônico com o design do restante do site, gerando uma experiência agradável para os clientes.

2) Garanta um layout responsivo

Outro fator crucial é garantir que o layout das vitrines seja responsivo, ou seja, que as vitrines se adaptem a qualquer tamanho de tela, seja desktop, seja mobile.

3) Use boas imagens

As imagens devem pegar os melhores ângulos dos produtos apresentados e possuir alta resolução, valorizando os itens e despertando o interesse dos usuários.

4) Otimize a velocidade de carregamento

Apesar de usar imagens com qualidade e resolução, é essencial que elas não sejam muito pesadas, pois isso pode deixar os carregamento das fotos e das páginas muito mais lento. E a velocidade na internet é um requisito básico, que influencia a experiência do usuário e, consequentemente, o SEO do seu site.

5) Escolha cores adequadas

Aposte nas cores mais adequadas, que tenham a ver com o layout do seu site, que ajudem a destacar os produtos e que não atrapalhem a visão de elementos importantes, como o nome do produto, descrição, preço etc. 

6) Insira produtos em estoque

É extremamente importante que as vitrines apresentem apenas os produtos em estoque, caso contrário, isso pode causar uma frustração no cliente e fazer com que ele saia do site e não queira voltar mais.

7) Analise os resultados

Não adianta só ativar as vitrines na loja virtual e pronto. É preciso acompanhar e analisar os resultados, para ver o que está fazendo sentido ou não, o que está gerando vendas e o que deve ser ajustado.

8) Personalize as vitrines

Quanto mais personalizadas forem as vitrines, mais sucesso você terá nessa estratégia. Afinal, quem é que não gosta de receber recomendações assertivas e sob medida para as suas necessidades? Com os seus clientes não é diferente: eles vão amar!

Exemplos de vitrines virtuais

Veja a seguir alguns exemplos de vitrines virtuais mais utilizados.

Mais vendidos

vitrine mais vendidos

Lançamentos

vitrine lançamentos

Recomendações personalizadas

vitrine recomendado pra você

Frequentemente comprados juntos 

vitrine frequentemente comprados juntos

Produtos similares

vitrine produtos similares

Para conhecer outros modelos de recomendação e saber mais detalhes sobre cada um, leia também: 8 modelos de recomendação de produto para a sua loja virtual.

Quais vitrines usar e onde posicioná-las?

Para saber qual vitrine virtual usar e onde inserir cada uma delas, é importante conhecer bem o seu público. Isso pode ser feito através de pesquisas e análises de resultados. Também é importante analisar o desempenho de cada vitrine, para saber quais funcionam mais com a sua persona e em que posição. 

Nos sistemas de recomendação em geral, são realizados testes A/B para analisar e configurar as vitrines nos lugares onde há maior chance de converter. Mas, como mencionamos anteriormente, nos que utilizam inteligência artificial, as vitrines autônomas fazem isso automaticamente, já que, a inteligência realiza análises em tempo real.

De qualquer modo, veja a seguir algumas indicações que costumam funcionar bastante. 

Na home da loja

Na home da loja virtual, as vitrines mais genéricas, como “Lançamentos”, “Mais vendidos” e “Mais vistos” funcionam bem. Assim como as vitrines personalizadas, desde que o cliente já tenha navegado o suficiente na loja e mostrado seus interesses.

Nas páginas de produtos e carrinho de compras

Na página de produtos e no carrinho de compras, é comum usar vitrines que sugerem uma compra em conjunto ou produtos complementares.

Já a vitrine de produtos similares funciona bem nas páginas de produto, mas na de carrinho não, pois pode deixar o consumidor confuso e indeciso entre os produtos, em vez de concluir a compra. 

Vitrines com a cara da sua marca

Outra coisa possível de fazer é ter criatividade nos títulos das vitrines, utilizando uma linguagem mais próxima dos seus clientes e mais a cara da sua marca. 

Como ter vitrines virtuais com a SmartHint

Se você quer ativar vitrines virtuais assertivas e personalizadas no seu e-commerce, a SmartHint é a melhor opção. Contamos com mais de 16 vitrines personalizadas para você inserir no seu site. 

São vitrines autônomas que se adaptam ao layout da loja de forma responsiva, personalizam a experiência de forma individual para cada usuário e funcionam de modo 100% automático, ou seja, sem gerar nenhum trabalho para você ou sua equipe.

Ainda assim, é possível alterar os títulos de forma simples, deixando as vitrines com a cara da sua marca. E você também pode criar vitrines customizadas, com base em resultados de busca que queira destacar.

O sistema fica conectado com o Google Analytics e você pode conferir os indicadores de desempenho de forma intuitiva no painel administrativo da SmartHint. É integrado com mais de 35 plataformas e a implementação é super rápida. Além disso, a SmartHint não trabalha com contrato de fidelidade, pois sabe que clientes satisfeitos não precisam ser forçados a ficar, eles continuam devido à qualidade da tecnologia e do atendimento

Não é à toa que é o sistema de busca e recomendação mais utilizado da América Latina e preferência de 84% dos lojistas que usam esse tipo de solução no Brasil. Conheça a tecnologia!

Conclusão

Neste texto, você viu que a vitrine virtual é uma seção dentro da loja on-line que apresenta alguns produtos para facilitar a navegação do cliente e destacar itens, conforme as estratégias do negócio.

Você pode usar vitrines através da sua própria plataforma, criar um sistema próprio ou contratar um sistema especializado, como a SmartHint. Além disso, viu os principais elementos de uma vitrine, alguns cuidados importantes e lugares em que pode inserir cada tipo. 

O fato é que as vitrines virtuais são um elemento essencial em qualquer e-commerce e trazem muitos benefícios para os clientes e, consequentemente, para o negócio. Use esse guia sempre que precisar para que sua estratégia seja cada vez mais assertiva e eficiente.

E se quiser boas inspirações para começar, conheça as histórias de sucesso de quem usa o sistema de busca e recomendação da SmartHint!

 

Escrito por: Tânia d’Arc

Compartilhe:

Tânia d'Arc

Tânia d'Arc

Formada em letras e pós-graduada em mídias digitais, é apaixonada pelas palavras, por comunicação e pelos detalhes.
Últimas postagens

Conteúdos e estratégias
para e-commerce

Receba conteúdos especializados no seu e-mail.
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]