Como trabalhar com e-commerce: o que é, vantagens, dicas e 9 passos

Em tempos de novo normal, o e-commerce é muito falado e está cada vez mais presente na rotina dos consumidores, uma vez que as lojas, sejam as que também possuem estabelecimentos físicos, sejam as que atuam apenas em plataformas digitais, vêm implementando a opção de fazer compras no conforto de casa. 

E se você busca um meio de fazer renda extra com a venda digital ou até mesmo focar 100% nesse negócio, está no lugar certo.

Neste artigo, vamos apresentar as dicas mais importantes de como trabalhar com o e-commerce, as principais características desse novo modelo de venda, vantagens de montar esse negócio, como comercializar os seus produtos, como revender, como investir em marketing e muito mais.

Então, se você quer aproveitar as oportunidades desse mercado, leia o artigo até o final!

O que é e-commerce e como funciona?

O e-commerce funciona como uma loja virtual, normalmente um site, em alguns casos esse comércio também possui lojas físicas, em outros não. De toda forma, ele garante custos mais baixos em relação às lojas tradicionais e ainda representa um ótimo canal de venda on-line para as empresas.

Com esse modelo de negócio, você pode vender as mais variadas mercadorias, como roupas, brinquedos, aparelhos eletrônicos, artigos de decoração e muito mais. Tudo isso com o auxílio da internet, de um computador e estratégias de vendas on-line.

Por que ter um e-commerce?

Trabalhar com e-commerce garante muito mais alcance de clientes em relação às lojas físicas, uma vez que com uma loja virtual que oferece um ótimo sistema de logística para a entrega dos produtos, não há limitação para que as suas mercadorias cheguem a clientes de diversos lugares.

Com os devidos canais de comunicação e uma rede social para aproximar os clientes da sua loja, você vai poder manter a comunicação com o público e ainda divulgar a sua marca.

Quais são as vantagens de trabalhar com e-commerce?

As vantagens que o e-commerce oferece são as mais diversas, começando pelo crescimento mais acelerado desses tipos de comércio, pois o alcance é maior e não é preciso contar com uma estrutura física grande.

Além disso, a flexibilidade oferecida por esse trabalho é com certeza a melhor parte. A opção de poder trabalhar de qualquer lugar e até mesmo quando você tiver tempo é outra das vantagens que o e-commerce oferece aos trabalhadores autônomos.

Quais são as principais áreas no e-commerce?

Pode-se dizer que o e-commerce hoje possui 3 principais áreas de trabalho: 

  • integração; 
  • logística; 
  • marketing digital. 

Integração

A integração é o setor responsável por criar a relação entre a loja e o público, bem como construir a imagem e o valor de marca aos clientes. Para isso, a loja precisa contar com profissionais especializados, sistemas de integração e análise de dados bastante consistente, já que isso pode evitar possíveis prejuízos financeiros e malefícios à imagem dos negócios.

Logística

A logística é um setor de tanta importância quanto a integração, pois o e-commerce precisa contar com uma frota e empresas de transporte para realizar as entregas. 

Marketing digital

O marketing digital está cada vez mais presente em nossas vidas, então para que a sua loja esteja em destaque em quaisquer sites de busca e outros meios digitais, é importante que a empresa invista nessa estratégia.

Modelos de e-commerce

Produtos próprios

Você pode comercializar produtos de terceiros ou investir em sua marca própria, mas precisa saber que essa decisão deve ser feita com todo o cuidado, sempre visando analisar as vantagens e desvantagens presentes em cada uma das opções.

Contudo, se você tem uma certa experiência no ramo de vendas e ainda muita criatividade para lançar produtos únicos no mercado, apostar no e-commerce com as suas próprias mercadorias pode ser a decisão certa, ainda mais porque com esse modelo de mercado o lucro tende a ser maior.

Revenda de atacados

A revenda de atacados é uma estratégia de venda muito utilizada por empresas que não querem se preocupar com o aumento das vendas e nem com a constante busca por novos consumidores, uma vez que a alta quantidade de comercialização a preços mais baixos costuma manter clientes fiéis.

E com o e-commerce não é diferente. Você pode apostar na venda de produtos por uma quantidade maior em suas lojas digitais para conquistar um novo público e/ou apostar na retenção de clientes.

Como trabalhar com e-commerce: 9 passos

Agora que falamos das principais características do e-commerce, veja a seguir algumas dicas de como montar a sua loja virtual, alcançar as metas de vendas estabelecidas e tornar a sua loja digital mais reconhecida.

1) Crie sua marca

2) Legalize seu trabalho

3) Escolha o produto que disponibilizará para o mercado

4) Procure uma plataforma de e-commerce

5) Faça um planejamento bem estruturado

6) Defina a melhor forma de pagamento para os seus clientes

7) Invista no marketing digital

8) Tenha atendimento ao cliente

9) Invista em um gerente financeiro

1) Crie sua marca

Como já comentamos, criar a sua marca propõe uma maior identidade à sua loja e, consequentemente, passa a imagem de produtos mais únicos ao mercado, o que pode oferecer uma visão positiva aos clientes que buscam comprar modelos diferenciados na internet.

Leia também: Como vender pela internet: 14 dicas para iniciantes em 2022.

2) Legalize seu trabalho

Boa parte dos trabalhadores autônomos no Brasil não tem uma profissão legalizada, isto é, possuem lojas ou até mesmo vendem produtos sem emitir nenhum documento fiscal. Um detalhe que pode passar despercebido, mas que pode te trazer problemas futuramente: é de extrema importância que a sua loja virtual tenha um CNPJ aberto e válido para que você possa fazer transações mais seguras com fornecedores e também emitir notas fiscais para os seus clientes.

Muitas pessoas trabalham com o MEI ou outro modelo de empreendedor do
Simples Nacional, então sempre busque legalizar o seu trabalho antes de começar a vender no e-commerce.

3) Escolha o produto que disponibilizará para o mercado

Primeiro de tudo, é importante decidir qual será o produto a ser vendido no seu e-commerce. Você também vai precisar entender como é o setor que abrange essa venda e a parcela da população que pode se tornar cliente.

Hoje, existem lojas digitais que têm como objetivo a venda voltada para pessoas físicas ou até mesmo jurídicas, como é o caso de empresas que vendem para outras companhias, o chamado business to business (B2B). Então sempre tenha em mente o seu produto e quem é o cliente ideal antes de abrir uma loja on-line.

4) Procure uma plataforma de e-commerce

Para que a sua loja virtual alcance o sucesso, investir em uma plataforma de e-commerce é indispensável. Afinal, você vai precisar ter um site para fazer a divulgação e venda dos seus produtos e, para isso, contratar uma equipe interna ou um serviço terceirizado para fazer todas as modificações e instalações necessárias para que o site rode perfeitamente.

O site também precisa vincular as contas e ainda os dados e meios de pagamento. Isso é extremamente importante para que os seus clientes se sintam seguros enquanto navegam no seu e-commerce.

Leia também: Como escolher plataforma de e-commerce para sua loja virtual?

5) Faça um planejamento bem estruturado

Planejamento é o segredo para alcançar os seus objetivos, quaisquer que sejam, e com a implementação do e-commerce não é diferente. Por ser um trabalho autônomo e com uma flexibilidade que geralmente não temos em contratos de trabalho mais formais, a liberdade que nos é dada em relação a quantidade de horas a serem dedicadas nesse projeto é imensa.

Por esse motivo, é de grande importância traçar uma meta e até mesmo limites para dedicar ao trabalho com o e-commerce sempre que possível, planejando e alcançando os indicativos desejados.

6) Defina a melhor forma de pagamento para os seus clientes

Por ser uma plataforma digital, é sempre importante pensarmos nos possíveis meios de pagamento, que sejam convenientes para todos os tipos de clientes. Investir em redes de cartões para poder aceitar o pagamento em débito e crédito, de diferentes bandeiras, é o primeiro passo. Você também pode apostar na emissão de boletos e até mesmo no PIX, uma vez que essa opção é um método que vem crescendo cada vez mais no Brasil.

A venda de produtos com a forma de pagamento parcelado em algumas vezes também é visto como um ponto positivo entre os clientes, então sempre faça uma análise dos seus faturamentos para saber se deve e em quantas vezes pode parcelar uma certa compra para garantir que a sua venda seja feita até o final.

7) Invista no marketing digital

O marketing digital para e-commerce é uma estratégia usada pelos lojistas para gerar tráfego para o site e converter esses visitantes em vendas e clientes, de forma que aumente o seu faturamento e possa atingir a meta preestabelecida.

Para isso, você vai precisar contar com algumas ferramentas e estratégias, como o Google Ads, redes sociais, SEO, sempre buscando que o seu conteúdo atinja a parcela da população que tem o potencial de se tornar os seus clientes. 

Então procure investir nessas ferramentas e também contratar uma pessoa que entenda desses métodos para fazer a administração. Caso esteja pensando em aprimorar os seus conhecimentos na área, veja esta lista com os 10 melhores livros de marketing digital.

Leia também: O que é marketing focado no cliente, qual a importância e como aplicar.

8) Tenha atendimento ao cliente

Como já mencionado, o atendimento ao cliente jamais deve ser deixado de lado em qualquer tipo de venda e com o e-commerce, por ser um estilo de venda totalmente digital, esse detalhe deve ser considerado com muito mais cuidado.

Você pode apostar em chats on-line para que os visitantes do seu site possam tirar eventuais dúvidas em relação aos produtos ou até mesmo às formas de pagamento. De forma geral, ter um contato próximo com os seus clientes causa uma boa impressão e ajuda a aumentar o valor à imagem da sua loja, então sempre busque ter diversos canais de atendimento. 

Leia também: O que é customer success? Conceito, benefícios e como aplicar no e-commerce.

9) Invista em um gerente financeiro

Um gerente financeiro é a pessoa responsável por analisar os relatórios, financeiros ou não, e avaliar o desempenho das suas vendas digitais. Ele tem um papel fundamental para organizar o fluxo de caixa, estipular metas para as vendas e avaliar os meios de pagamento, além de manter uma comunicação constante com a equipe para integrar todos os setores da companhia.

Em um comércio digital de pequeno porte, pode ser que todas essas funções sejam atribuídas a apenas uma pessoa, mas, de qualquer forma, é sempre importante ter em mente as variadas tarefas e executá-las sempre de acordo com um planejamento feito anteriormente.

Quais são os aparelhos essenciais para trabalhar com e-commerce?

Falamos sobre as variadas características e funções necessárias no e-commerce, mas ainda não comentamos sobre o que é preciso ter para trabalhar com a sua loja digital. Veja a seguir as tecnologias e os aparelhos eletrônicos que não podem faltar na sua empresa se você está buscando investir nas vendas on-line e trabalhar no conforto da sua própria casa.

Computador ou notebook

Um computador ou notebook é o item essencial e, provavelmente, o equipamento mais importante para trabalhar com o e-commerce. Com ele, você vai poder fazer a manutenção do seu site, bem como usar planilhas de controle de dados e programas que auxiliam no ganho de tráfego e no marketing digital da sua loja.

Esse dispositivo é extremamente versátil e hoje pode ser usado para muitas finalidades. Para isso, recomendamos adquirir um modelo com sistema operacional atualizado, memória RAM e armazenamento bons o suficiente para garantir o seu uso sem nenhuma interrupção. Atualmente, existem modelos em diferentes faixas de preços, não deixe de conferir quais são as melhores opções de notebooks com bom custo-benefício.

Celular com bom processador e memória

O celular é um componente que vem em segundo lugar de importância após o computador, uma vez que com as configurações de processador e memória avançados, pode ter as mesmas funções de um notebook, além de ser um modelo mais portátil e garantir maior facilidade para levar a qualquer lugar.

Para o uso em emergências, em que um atendimento precisa ser feito em um horário que você estava fora do escritório, o celular é altamente recomendável. Não deixe de ver a lista dos melhores celulares para trabalho e saiba quais são as melhores opções para as atividades relacionadas ao e-commerce.

Smartwatch

Se você procura trabalhar com o e-commerce sozinho ou até mesmo com um público de funcionários menor, o uso do smartwatch é extremamente prático em conjunto com os demais aparelhos eletrônicos. Isso porque enquanto você está usando o computador e o celular para analisar alguma planilha ou rodar programas, você vai poder ao mesmo tempo utilizar o smartwatch para responder ligações e até mesmo conferir as mensagens que chegam por meio do chat da sua loja.

5 dicas para trabalhar com e-commerce

Ficar por dentro das notícias e acompanhar as tendências do mercado são dicas essenciais para fazer com que o seu e-commerce alcance o sucesso. Veja a seguir alguns planejamentos que você pode usar como estratégia na sua loja digital e fique por dentro de todos os macetes.

1) Acompanhe tendências do mercado

2) Terceirize a entrega dos produtos

3) Invista na identidade visual

4) Faça um bom trabalho em equipe

5) Faça parcerias com fornecedores e concorrentes

1) Acompanhe tendências do mercado

Se você trabalha com a venda de roupas, sabe muito bem que, para manter as suas metas sempre alcançáveis, é importante acompanhar as tendências da moda, estilos e até mesmo as demandas de acordo com a estação do ano. Mas com qualquer outro produto, isso não é diferente. Para manter as suas vendas sempre estáveis e de acordo com o planejado, é importante atender o que os clientes estão precisando e querendo comprar.

Para isso, é essencial que a sua equipe de marketing esteja sempre por dentro das tendências e das preferências do público no momento. E uma das melhores formas de fazer isso é estudando! A ComSchool oferece cursos perfeitos para quem quer se atualizar sobre o mercado de trabalho no e-commerce, como:

  • curso de gerente de e-commerce e marketing digital;
  • curso de analista de e-commerce;
  • curso de como montar sua loja virtual.

Aproveite esses cursos na Black Friday e ganhe descontos incríveis!

Leia também: Hábitos de consumo: conheça as principais tendências do mercado.

2) Terceirize a entrega dos produtos

Se a sua empresa está no início e você não tem muitos recursos para investir em uma própria rede de transportadoras, recomendamos que terceirize esse processo, uma vez que vai tornar muito mais prático o dia a dia de trabalho.

Você pode usar os Correios ou até mesmo alguma transportadora privada para fazer a entrega dos produtos ao cliente, já que essas empresas têm uma ampla área de cobertura no país.

3) Invista na identidade visual

A identidade visual é um dos itens mais importantes para o e-commerce, uma vez que ela representa a própria marca e ajuda a valorizar os produtos e até mesmo fazer a sua empresa crescer entre as pesquisas de satisfação e recomendação da sua empresa em outras lojas e sites de avaliação de clientes.

Contratar uma empresa especializada em prestar serviços de consultoria e uma equipe de designers para criar o seu logo e sempre investir em boas imagens para os seus produtos são coisas que tornam as mercadorias mais atrativas aos olhos dos consumidores.

Leia também: Catálogo de produtos: como criar o seu e deixá-lo mais atrativo.

4) Faça um bom trabalho em equipe

Manter uma boa comunicação com a equipe é essencial para que todos possam fazer um ótimo trabalho. Usar uma linguagem mais simples e clara para tratar dos assuntos em reuniões periódicas é a chave para alcançar maior eficiência, além de sempre garantir que todos entendam do que se tratam essas conversas.

Além disso, você pode estipular metas e reconhecimentos para o atingimento dos objetivos principais e também garantir que todos sejam proativos no ambiente de trabalho.

5) Faça parcerias com fornecedores e concorrentes

Fazer parcerias com fornecedores e concorrentes, por fim, também se encaixa como uma estratégia especial para garantir descontos e até mesmo a eficiência dos planos de vendas a longo prazo. Afinal, nesse setor, você vai encontrar bastante concorrência, então é muito importante entender o mercado e as suas variáveis, para depois implementar alguma estratégia que beneficie ambas as empresas parceiras.

Use as dicas de como trabalhar com e-commerce e inicie seus negócios

Chegamos ao final do artigo e, com a leitura, você viu as principais dicas de como implementar o e-commerce, tanto para quem já possui alguma loja física, quanto para quem busca trabalhar no conforto da sua própria casa e ter algum tipo de renda extra. Falamos como ele funciona, as principais áreas e os modelos de negócio que você pode implementar na venda pela internet.

Apresentamos, também, as principais variáveis, dicas de como tornar a sua loja virtual um sucesso ao implementar uma marca própria, a importância de usar uma plataforma adequada e investir muito em marketing digital, além de também legalizar as suas transações com um CNPJ válido. 

Além disso, comentamos os principais equipamentos que podem ser usados para fazer a manutenção do seu site, a importância de se usar o meio digital para ajudar o seu e-commerce a crescer e muito mais.

Concluindo, apresentamos neste artigo as informações de maior importância e de forma completa o passo a passo de como abrir um e-commerce em seu nome, então se você se interessou pelo nosso conteúdo e planeja abrir um negócio próprio na praticidade da sua casa, não perca mais tempo e siga as nossas dicas para trabalhar com e-commerce.

E se você já tem um e-commerce e quer potencializar suas vendas on-line, conheça as soluções da SmartHint!

Compartilhe:

Rodrigo Schiavini

Rodrigo Schiavini

Fundador e diretor de negócios da SmartHint, também é diretor regional Paraná da ABComm, com mais de 10 anos de experiência em comércio eletrônico para grandes marcas dos mais variados segmentos.
Últimas postagens

Conteúdos e estratégias
para e-commerce

Receba conteúdos especializados no seu e-mail.
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]