E-commerce no Brasil: características e principais dados do mercado

O e-commerce no Brasil surgiu na década de 1990, junto com a consolidação do uso da internet no país. De lá pra cá, tem se mostrado um modelo de negócio cada vez mais promissor. 

Em 2020, com a pandemia de Covid-19 e o isolamento social, passou a ser visto como uma alternativa bastante eficaz a transações que antes só se pensava fazer no comércio físico e/ou local, como a compra de alimentos, medicamentos, entre outras coisas.

Agora, no período pós-pandemia, a tendência de crescimento do e-commerce no Brasil continua forte e expressiva, e esse tipo de comércio está definitivamente se consolidando como uma das principais formas de consumo na região.

Logicamente, existem muitos desafios a serem vencidos, mas isso também indica grandes oportunidades para os empreendedores do setor.

Neste artigo, você vai entender o que é e como funciona o e-commerce no Brasil, quais as vantagens e desafios e quais os principais dados do mercado.

O que é e-commerce? 

O e-commerce, ou comércio eletrônico, engloba todas as transações comerciais que acontecem de forma on-line, por isso envolve marketplaces; social commerce, que é o comércio nas redes sociais; lojas virtuais; entre outros modelos. 

Quando nos referimos a uma loja virtual, ou loja on-line, na maioria dos casos estamos mencionando as marcas que possuem um site próprio para comercializar produtos na internet. Dessa forma, o cliente pode acessar a loja indo até o site. Lá, ele pode navegar e visualizar o catálogo de produtos, escolher algum item, efetuar a compra e decidir onde a receberá: em casa, no trabalho ou em qualquer lugar que desejar. 

Na prática, no entanto, as pessoas usam muito as duas formas como sinônimos. Então, você poderá se deparar com alguém se referindo ao site de uma loja como “e-commerce de loja tal” ou como “a loja virtual da loja x”. 

Além disso, com o intenso avanço do social commerce, também será cada vez mais comum vermos pessoas utilizando essas formas para se referir ao perfil de uma marca que vende on-line em uma rede social. E, como o e-commerce não para de crescer, com certeza ainda veremos esses termos ampliarem muito mais seus significados.

Quais as características do e-commerce no Brasil?

Como já mencionado, o e-commerce no Brasil teve início nos anos 1990, mais ou menos na segunda metade da década. 

Esse surgimento está bastante relacionado à introdução da internet nos lares brasileiros — ainda que apenas para uma pequena e privilegiada parcela da sociedade — e à popularização dessa tecnologia nos anos seguintes.

Atualmente, a região brasileira com o maior número de consumidores on-line é a Sudeste, seguida por Nordeste e Sul. 

Assim como ocorreu no restante do mundo, a pandemia acabou por impulsionar ainda mais esse setor, que continuou crescendo de maneira expressiva no pós-pandemia. Pra se ter uma ideia, em 2021, o e-commerce foi responsável por 58% das vendas dos lojistas no Brasil, segundo uma pesquisa realizada pela Mundi Map e E-commerce Brasil

Existem hoje muitas vantagens no e-commerce brasileiro, que o tornam uma rica fonte de oportunidades — tanto para os varejistas quanto para os consumidores. E, da mesma forma, também existem muitos desafios a serem superados. 

Vantagens do e-commerce brasileiro

De modo geral, as vantagens do e-commerce no Brasil são muito semelhantes às vantagens do e-commerce no mundo todo. Veja a seguir os principais fatores que fazem com que esse modelo de negócio seja tão promissor. 

  • Conveniência para os compradores
  • Custo baixo para iniciar
  • Economia nas operações 
  • Crescimento mais acelerado
  • Flexibilidade para o empreendedor
  • Possibilidade de personalização da experiência

Desafios do e-commerce brasileiro

Como qualquer outro setor, o e-commerce também tem seus desafios, especialmente o e-commerce brasileiro, que ainda é jovem e tem muito o que amadurecer. Mas também conta com obstáculos relacionados ao contexto social e econômico do país. Listamos os principais abaixo.

Quais são os 5 maiores e-commerce do Brasil

Hoje, os 5 maiores e-commerce do Brasil são também marketplaces. Ou seja, realizam a venda do estoque próprio, mas também atuam como intermediários nas transações comerciais entre os consumidores e outros lojistas. Confira a lista a seguir.

  • Amazon Brasil
  • Americanas
  • Magazine Luiza
  • Mercado Livre
  • Shopee

Faturamento do e-commerce no Brasil em 2021

Em 2021, o e-commerce brasileiro faturou R$161 bilhões, obtendo um crescimento de cerca de 27% em relação ao ano anterior, segundo levantamento feito pela Neotrust

Sobre o mesmo estudo, confira os principais dados de 2021 em comparação com 2020.

Pedidos

O número de pedidos realizados no e-commerce, no Brasil, em 2021 chegou a 353 milhões, representando um aumento de 16,9%.

Ticket médio

O ticket médio foi de R$455,00 por compra, um aumento de 8,6%

Categorias

As categorias com o maior número de pedidos em 2021 foram: moda; beleza e perfumaria; e saúde

Já em relação aos segmentos que tiveram maior faturamento, foram: celulares; eletrodomésticos e eletrônicos

Regiões

As regiões com maior destaque no comércio eletrônico no Brasil em 2021 foram a Sudeste e a Nordeste. Representando 62,3% das compras on-line e 15,1% respectivamente.

Gênero

Em relação ao gênero sexual, as mulheres foram as que mais consumiram em 2021, representando 58,9% dos consumidores. Já os homens foram responsáveis por 15,1% dos pedidos. 

Idade

A faixa etária que mais consumiu on-line em 2021 foi a de 36 a 50 anos, caracterizando 34,9% da população. Em seguida, vem a faixa de 26 a 35 (32,1%) e os consumidores com mais de 51 anos representaram 16,6%, contra 15,5% em 2020.

Meios de pagamento

Os principais meios de pagamento utilizados em 2021 foram:

    • cartão de crédito: 69,7%;
    • boleto bancário: 16,9%;
    • outras formas, como wallet e cashback: 11,1%;
    • PIX: 2,3%.

Faturamento do e-commerce no Brasil em 2022

O faturamento do e-commerce brasileiro em 2022, nos 5 primeiros meses do ano, obteve um impressionante aumento de 785% em comparação com o mesmo período em 2019, antes da pandemia.

O dado faz parte de um levantamento realizado aqui na SmartHint, com mais de 1000 lojistas que utilizam o nosso sistema de busca e recomendação de produtos

Confira outros dados levantados pelo estudo nesse mesmo período.

Categorias 

Os segmentos mais procurados no período foram:

  • moda e acessórios: mais de 683 mil pedidos registrados;
  • perfumaria e cosméticos: mais de 170 mil pedidos;
  • casa, jardim e decoração: mais de 50 mil pedidos.

Pedidos

Já os estados brasileiros com o maior número de pedidos foram:

São Paulo: 924 mil.

Rio de Janeiro: 331 mil.

Santa Catarina: 279 mil.

Ticket médio

O ticket médio dos lojistas analisados foi de R$400,83.

Taxa de conversão

A taxa de conversão média dos consumidores que não interagiram com a SmartHint foi de 0,82%, enquanto que a dos que interagiram com a nossa ferramenta foi de 2,27%, ou seja, 276% maior.

Projeções para o e-commerce brasileiro

Em relação às projeções para o e-commerce no Brasil, a expectativa é que até 2024 haja um crescimento de 56%, segundo a Worldpay from FIS. 

Faturamento

Segundo a Neotrust, o faturamento do comércio eletrônico brasileiro em 2022 deve chegar a R$174 bilhões, um aumento de 9%. O número de pedidos deve chegar a 379 milhões, representando um crescimento de 8%. Enquanto que o ticket médio deve ficar em torno de R$460 por consumidor, 1% maior do que em 2021.

Categorias

De acordo com a mesma pesquisa da Neotrust, as categorias que mais vão crescer este ano são:

eletrônicos: 21% de crescimento;

eletroportáteis: 19% de crescimento;

alimentos e bebidas: 18% de crescimento.

Já as categorias que provavelmente terão maior faturamento são:

telefonia: R$32,4 bilhões;

eletrodomésticos: R$ 23,7 bilhões;

eletrônicos: R$18,6 bilhões.

Confira este infográfico exclusivo e saiba mais sobre o crescimento do e-commerce no Brasil!

Compartilhe:

Tânia d'Arc

Tânia d'Arc

Formada em letras e pós-graduada em mídias digitais, é apaixonada pelas palavras, por comunicação e pelos detalhes.
Últimas postagens

Conteúdos e estratégias
para e-commerce

Receba conteúdos especializados no seu e-mail.
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]