Como acertar no SEO para e-commerce e alavancar seu resultado orgânico

Posts recentes

O SEO para e-commerce é fundamental para que o seu negócio digital se destaque perante à concorrência!

Investir em SEO para e-commerce é imprescindível para quem deseja aumentar as vendas no comércio eletrônico. Nesse sentido, os esforços para obtenção de um bom posicionamento entre os resultados de busca no Google e em outros buscadores são uma maneira inteligente de usar os recursos da empresa.

Uma pesquisa feita pela empresa Conversion revelou que 33,59% dos entrevistados preferem clicar em resultados de busca orgânicos. Já o número de usuários que prefere os anúncios publicitários é de 18,97%. Esses dados reforçam a importância de  incluir estratégias para SEO na gestão do negócio.

Veja como explorar o SEO para e-commerce a favor da sua loja virtual. Continue lendo!

SEO para e-commerce: dicas e técnicas para bom desempenho

Algumas técnicas e boas práticas colaboram para um melhor desempenho da loja online nas buscas orgânicas. Conheça as principais delas e veja como aplicar cada uma delas no seu negócio!

Pesquise por palavras-chave

O primeiro passo para executar uma boa estratégia de SEO para e-commerce é fazer um estudo aprofundado de palavras-chave. Você precisa identificar quais termos funcionam para divulgar os seus produtos ou serviços na internet.

Existem diversas ferramentas que podem ajudar nesse processo. Uma delas é a Ubersuggest, que mostra o volume de pesquisa de determinada palavra, bem como a sua competitividade, ou dificuldade para ranqueamento, além do seu custo médio por clique.

Além disso, essa ferramenta também oferece sugestões de palavras-chave alternativas, para variação no conteúdo.

Incorpore palavras-chave no site

Depois de ter escolhido os melhores termos, eles precisam ser incorporadas em diversas áreas do site. Para isso, inclua as palavras-chave na descrição dos produtos, títulos e subtítulos, URLs, meta títulos, tags das imagens etc.

Uma boa dica é renomear as fotos dos produtos com a sua respectiva palavra-chave. Assim, há mais chances de a página ser bem ranqueada pelos buscadores.

É importante salientar que não incluir as palavras-chave de forma adequada nesses campos diminui as chances de bom ranqueamento do site.

Explore o marketing de conteúdo

Para diversificar o uso das palavras-chave e ter mais páginas para linkar seus produtos, convém investir em marketing de conteúdo. Para isso, é preciso ter um blog para abordar os assuntos relevantes para a persona, a fim de atrair novos visitantes que podem vir a se tornar consumidores.

Vamos usar o exemplo de uma loja virtual de produtos naturais. Nesse caso, um blog com pautas sobre alimentação saudável, qualidade de vida, saúde e prevenção de doenças seria uma boa forma de usar o marketing de conteúdo na estratégia de SEO para e-commerce.

Uma das vantagens do marketing de conteúdo é favorecer que a loja online seja encontrada não só pelas buscas dos produtos que ela vende, mas também  pelas  pesquisas realizadas sobre assuntos relacionados à sua área de atuação, proporcionando um primeiro contato do consumidor com a marca.

Crie um site com boa usabilidade

O Google, assim como outros buscadores, preza pela qualidade dos resultados de busca, privilegiando a exibição de sites que ofereçam uma boa usabilidade.

De acordo com uma publicação no próprio blog do Google, desde março de 2018, o buscador dá prioridade para exibir sites responsivos entre os primeiros resultados de busca, por exemplo.

Sites responsivos são aqueles que podem ser acessados por meio de qualquer dispositivo, adaptando suas funcionalidades e visualização ao tamanho da tela. De tal forma, o usuário que acessar a loja virtual por  esses dispositivos móveis terá uma experiência tão boa quanto quem fizer o acesso pelo computador.

Pratique link building

Link building é a prática de incorporar ou receber links para a sua loja virtual e blog em outros sites relevantes no segmento, por meio de uma estratégia de marketing de conteúdo. Essa prática faz com que os mecanismos de busca, como o Google, avaliem o seu conteúdo como mais relevante.

Vamos voltar para o exemplo do e-commerce de produtos naturais. Ao identificar um blog sobre alimentação orgânica, com muitos acessos, é uma boa ideia entrar em contato com o canal e avaliar as possibilidades de parceria para link building.

Cuide da velocidade de carregamento

É imprescindível que a loja virtual tenha boa velocidade de carregamento. Como explicamos, o Google e os outros buscadores indicam apenas páginas que proporcionam experiências agradáveis aos usuários. Logo, uma página lenta ou que trava a todo instante não terá um bom desempenho em SEO para e-commerce.

Para garantir que a velocidade de carregamento da loja online é adequada, é necessário avaliar se o plano de hospedagem contratado é o mais indicado.

Para e-commerces, ter um servidor dedicado costuma ser mais interessante do que utilizar um servidor compartilhado.

Mantenha o seu site sempre atualizado

Quando o site é atualizado com frequência, ele ganha relevância para os buscadores, que percebem esse canal como uma fonte que oferece conteúdo novo para os usuários. Isso faz com que o site ganhe vantagem para o ranqueamento orgânico.

Mesmo sem incluir novos produtos na loja, é possível atualizar o site modificando outras informações, como trocando os banners, modificando as descrições e criando páginas com promoções, entre outras ações.

Lembre-se: SEO é um processo contínuo

Essas são algumas das boas práticas para explorar as melhores possibilidades em SEO para e-commerce, mas em SEO uma “receita” que dá certo hoje pode não funcionar amanhã, pois, trata-se de um processo contínuo e que passa frequentemente por mudanças.

Logo, quem deseja desenvolver uma boa estratégia de SEO para e-commerce precisa acompanhar as novidades e tendências do mercado.

Agora que você já sabe como acertar no SEO para e-commerce e alavancar seu resultado orgânico, conheça 10 motivos que podem fazer sua loja online não performar bem.

Solicite uma demonstração da ferramenta