Tecnologias para e-commerce: 15 recursos que sua loja virtual precisa

O uso de tecnologias para e-commerce ajuda a aumentar o desempenho das vendas na loja virtual, através da automação, dinamização e otimização de processos, personalização, entre outras coisas. Confira neste post os recursos que a sua loja virtual precisa ter!


 

Cada vez mais avançadas, as tecnologias para e-commerce contam com recursos capazes de dinamizar processos, personalizar a experiência de compra, aperfeiçoar o atendimento ao cliente e, dessa forma, aumentar o volume de vendas.

Por isso, conhecer as últimas tendências e investir em ferramentas que fazem uso de inteligência artificial e outras tecnologias de ponta é uma premissa básica para a loja virtual não perder mercado e se destacar no futuro.

Pensando nisso, listamos alguns recursos de tecnologia para e-commerce que todo gestor de loja virtual precisa conhecer para garantir a competitividade do negócio. 

Boa leitura!

Inovações e novas tecnologias para e-commerce

As inovações e novas tecnologias para e-commerce são essenciais nesse setor tão competitivo, que ganha a cada dia novos concorrentes e novas formas de lidar com o varejo.

Além disso, o modelo de negócio do comércio eletrônico em si já tem um grande desafio, que é coexistir com o comércio físico. Não significa ser melhor ou acabar com o varejo tradicional, mas sim propor alternativas para que a experiência no on-line seja tão positiva quanto a experiência no físico — embora totalmente diferentes.

É por isso que é tão importante que os gestores de e-commerce estejam antenados em tudo o que há de novo e, na medida do possível, coloquem essas novas tecnologias para rodar em seus negócios.

Quais são as novas tecnologias para e-commerce?

Existe uma quantidade imensa de tecnologias para e-commerce e, praticamente o tempo todo, surgem novas soluções para o setor. Mas a seguir listamos 15 das principais inovações tecnológicas para o e-commerce. Confira. 

1) ERP para e-commerce

2) Plataforma omnichannel

3) Chatbots

4) Sistemas de recomendação

5) Busca inteligente

6) Pop-ups de retenção

7) Ferramentas de precificação

8) Monitoramento de redes sociais

9) Ferramentas de análises de indicadores

10) Sistemas de integração de pagamentos

11) Blockchain

12) Remarketing

13) Realidade aumentada

14) Big data

15) Cloud computing

1) ERP para e-commerce

Um ERP para e-commerce é um software capaz de administrar todas as áreas da sua loja virtual, como emissão de notas fiscais, finanças e controle de estoque, por exemplo. Essa tecnologia pode trazer diversos benefícios para o seu negócio digital, pois além de automatizar e otimizar as tarefas, também gera relatórios que podem te ajudar nas tomadas de decisão. Por isso, com certeza é uma tecnologia indispensável para qualquer e-commerce. 

2) Plataforma omnichannel

Quando o assunto é tecnologia para e-commerce, a utilização de plataformas omnichannel é uma tendência para aumentar a lucratividade e ficar à frente da concorrência.

Com esse recurso, é possível integrar os canais de venda e comunicação da empresa, como lojas virtuais, físicas, aplicativos e redes sociais, para realização de um único esforço de atração, atendimento e retenção do cliente.

Dessa maneira, as informações sobre o público-alvo obtidas em cada um desses canais poderá ser utilizada em toda a estratégia, aprimorando a experiência de compra do consumidor e garantindo um atendimento mais dinâmico.

Além disso, como mencionamos anteriormente, é preciso garantir uma experiência on-line tão positiva quanto a física e isso também significa dar liberdade para o consumidor escolher como quer comprar da sua marca — sem diferenciar a loja física da loja on-line. 

Isso também dá mais possibilidades de compra e aumenta as chances de conversão, já que o cliente pode comprar on-line e retirar na loja física, sem ter que pagar pelo frete, por exemplo. Ou então, pode ir até a loja física, escolher o produto e receber no conforto de casa. 

3) Chatbots

Os chatbots são robôs que interagem com os humanos via chat on-line e, sem dúvida, são uma das principais tecnologias para e-commerce hoje. O uso desse recurso garante o atendimento ao cliente 24 horas por dia, 7 dias por semana, por meio de uma comunicação totalmente automatizada com recursos de inteligência artificial.

Além de agilizar as operações, eles podem atuar na retenção de clientes, quando a equipe de vendas não está disponível, ou até mesmo esclarecendo dúvidas mais simples. Assim, os colaboradores podem focar em atender casos que demandam atenção especial. Isso otimiza o trabalho da equipe e da empresa como um todo.

Outra característica interessante dos chatbots é que eles podem analisar as interações com os usuários, identificando e classificando a relevância de cada consumidor e até prevendo comportamentos e soluções.

4) Sistemas de recomendação

O sistema de recomendação é um dos recursos de tecnologia para e-commerce mais efetivos na atração, conversão e retenção de clientes. Ele utiliza análise de dados para compor uma vitrine virtual inteligente com sugestões de produtos, facilitando a jornada de compra e aumentando as taxas de conversão. Essas vitrines podem ser personalizadas ou não para cada cliente, dependendo dos objetivos de cada loja virtual.

Já os sistemas de recomendação com inteligência artificial são ainda mais eficazes. Com eles, as vitrines trabalham de forma autônoma e são ainda mais personalizadas para cada cliente. Pois a IA faz análises em tempo real, tanto do comportamento do usuário quanto do desempenho das vitrines.

Assim, identifica quais estão convertendo mais para aquele perfil de cliente e também qual a melhor posição dentro do site. Com isso, a IA monta as vitrines e as posiciona automaticamente, sem necessidade de trabalho manual.

Altamente eficaz, essa tecnologia está disponível para lojas virtuais de todos os portes. Ela já é realidade nos e-commerce mais conceituados do mundo, como Amazon e eBay. E no Brasil, também é utilizada por grandes marcas, como a Diesel, Lojas Zema, Kipling, Lego, entre outras.

O uso desse recurso eleva a experiência de compra dentro da loja virtual e pode gerar um aumento médio de 30% das vendas.

5) Busca inteligente

A busca inteligente é hoje uma das principais tecnologias para e-commerce, pois otimiza as buscas dentro da loja virtual. Isso é extremamente importante, já que 60% das vendas on-line vêm do campo de busca. Além disso, não adianta ter o produto que o cliente está buscando se você não consegue mostrar os resultados certos com rapidez.

Uma busca inteligente utiliza inteligência artificial e conta com as seguintes características: alta velocidade; similaridade fonética; busca por cor 100% automatizada; busca comportamental personalizada para cada cliente; busca por vozbusca por imagem.

Contar com essa tecnologia é garantir que o seu cliente vai encontrar o que procura e ter uma excelente experiência de compra, aumentando as conversões e influenciando na fidelização de clientes.

Saiba mais sobre experiência de compra e personalização no e-commerce!

6) Pop-ups de retenção

Os pop-ups de retenção têm como objetivo gerar urgência para o consumidor em etapas específicas da jornada de compra — como nas páginas de produto, ou nas situações de abandono do carrinho —, buscando gerar interação com o cliente.

Ao oferecer informações que podem reverter a decisão, como descontos exclusivos, por exemplo, o foco é evitar a fuga do site, diminuindo a taxa de rejeição. E isso, consequentemente, acaba influenciando também na taxa de conversão de vendas.

7) Ferramentas de precificação

Em mercados competitivos, realizar o ajuste de preços com agilidade para alinhá-los aos praticados pela concorrência também pode fazer toda a diferença nos índices de conversão. Com ferramentas de precificação, você pode comparar em tempo real os preços dos seus produtos e dos seus concorrentes, assim como a disponibilidade em estoque e condições de frete oferecidos por eles.

Em posse dessas informações, é possível realizar alterações manuais nos valores de venda ou, o que é mais comum, configurar a loja virtual para que os preços sejam alterados automaticamente com base nessa movimentação da concorrência. Isso garante a competitividade em mercados com grande número de operadores.

8) Monitoramento de redes sociais

O monitoramento de redes sociais possibilita que você tenha um controle mais efetivo da imagem da sua marca no mercado, permitindo ações rápidas em situações de crise e aumentando a interação com consumidores e brand lovers. Isso facilita a retenção e traz reflexos positivos à credibilidade do seu negócio.

Essa tecnologia permite, por exemplo, que você encontre com facilidade menções à sua empresa nas redes sociais e interaja com usuários de maneira ágil e organizada.

9) Ferramentas de análise de indicadores

Não há como melhorar o desempenho dos seus canais de venda sem uma compreensão profunda do comportamento do seu público-alvo. Por isso, ferramentas de análise de indicadores com foco no comércio digital podem oferecer insights poderosos ao reunir dados não só sobre a audiência do seu site, como também sobre seus padrões de navegação.

Bastante completos, esses relatórios oferecem análises altamente técnicas de maneira intuitiva. Dessa forma, possibilitam que você identifique hábitos e preferências dos consumidores, bem como reconheça páginas e produtos que sofrem maior rejeição, orientando a tomada de decisões com base em dados reais.

Duas ferramentas excelentes para análise de audiência e de navegação são o Google Analytics e o Hotjar, respectivamente.

10) Sistemas de integração de pagamentos

Além de bons preços, a facilidade de pagamento é um dos fatores que mais estimulam os consumidores a decidir-se pela compra. Por isso, oferecer diversas opções de transações financeiras é fundamental para as lojas virtuais que não desejam perder a competitividade.

Nesse cenário, um sistema de pagamentos integrado, que permita que você ofereça as mais variadas formas de pagamento sem diminuir sua lucratividade, pode ser uma das tecnologias que faltam para aumentar a performance da sua loja virtual.

11) Blockchain

Espécie de banco de dados descentralizado contendo as transações ou interações realizadas entre as partes envolvidas, o blockchain, ou encadeamento de dados, é outro recurso importante para os e-commerce que desejam garantir a segurança das suas operações.

Essa tecnologia diminui as chances de ataques hackers à medida que distribui as informações em blocos de registro que são ligados uns aos outros, criando um banco de dados permanente e à prova de violações. 

Outro diferencial é que esse tipo de banco não é controlado por apenas algumas autoridades ou órgãos — como acontece tradicionalmente —, mas sim pelos próprios participantes das operações e nenhuma alteração pode ser feita sem consentimento da maioria.

Essa tendência toca em um ponto fundamental para quem lida com varejo on-line: a segurança de dados. Isso porque o e-commerce exige o tratamento de informações sensíveis, como dados pessoais, números de documentos e de cartões de crédito, que exigem cada vez mais cuidados. 

12) Remarketing

O remarketing é um recurso de tecnologia bastante útil e cada vez mais usado para fechar vendas com leads que já visitaram a sua loja virtual, mas por algum motivo não concluíram a compra.

Com esse mecanismo, é possível atrair ou recuperar consumidores, através de anúncios patrocinados de itens que já haviam sido visualizados por eles, enquanto realizam outras pesquisas de produtos ou simplesmente estão navegando pela internet.

Esse tipo de estratégia é feito a partir da coleta de dados por meio de cookies. Assim, é possível identificar as interações do consumidor para impactá-lo da forma mais assertiva. O recurso está disponível nos principais canais de mídia paga, como Google Ads, Facebook Ads e Instagram Ads.

13) Realidade aumentada

Outra tecnologia para e-commerce que está cada vez mais em alta é a realidade aumentada, já que com ela é possível fornecer ao consumidor a experiência física sem sair do on-line. 

Basta o acesso a essa tecnologia e um smartphone na mão para o consumidor poder visualizar como ficaria vestido com uma determinada blusa ou então se um sofá ficaria legal na sala de estar.

Esse recurso também possibilita examinar melhor os produtos e seus detalhes, mesmo sem estar próximo dele fisicamente.

Muitas lojas virtuais já estão aderindo a essa tecnologia com ferramentas como a R2U, solução de realidade aumentada para e-commerce.

14) Big data

Como o próprio nome diz, a tecnologia big data permite lidar com uma quantidade enorme de dados. Isso é cada vez mais necessário no universo on-line, já que temos mais e mais dados e informações disponíveis a cada dia, mas que já não são possíveis de serem processadas por computadores comuns.

O big data, por sua vez, vai no sentido contrário: quanto maior o volume de dados, mais eficiente ele se torna ao conectar todas as informações entre si.

Para o e-commerce isso é muito valioso, pois cada dado e cada interação dos consumidores ajuda a entender a jornada de compra e possibilita a criação de estratégias mais assertivas.  

15) Cloud computing 

A cloud computing, ou computação em nuvem, é uma rede de servidores remotos conectados que trabalham como um único ecossistema, sem locação de máquinas físicas. O ponto chave desse recurso é que ele permite criar instâncias de máquinas virtuais com maior velocidade e capacidade e menor custo, possibilitando escalabilidade.

Por isso, essa tecnologia já é usada por sistemas de recomendação de produto mais modernos, como o da SmartHint, e que por isso conseguem ter uma performance mais alta e um custo mais acessível.

Mas a computação em nuvem também é utilizada em muitos outros sistemas, como o já mencionado ERP para e-commerce. A tendência de ERPs na nuvem tem crescido bastante, já que, além da alta performance e custo-benefício, essa tecnologia também permite manter os serviços essenciais do e-commerce sempre disponíveis. 

Para conhecer mais dicas essenciais para o comércio eletrônico, baixe este e-book gratuito com 17 estratégias para vender mais!

Conclusão

Viu só quantas tecnologias estão disponíveis para o comércio eletrônico funcionar com eficiência e oferecer uma experiência cada vez melhor e mais completa para os consumidores? Além das que listamos aqui, existem muitas outras. É por isso que o mais recomendado é que você esteja sempre atento às novidades e tendências.

Afinal, podemos perceber que o uso de recursos tecnológicos de ponta aliado a uma gestão eficiente são fatores fundamentais para a boa performance da sua loja virtual. Por isso, comece a investir nessas tendências para potencializar seus resultados!

Compartilhe:

Rodrigo Schiavini

Rodrigo Schiavini

Fundador e diretor de negócios da SmartHint, também é diretor regional Paraná da ABComm, com mais de 10 anos de experiência em comércio eletrônico para grandes marcas dos mais variados segmentos.
Últimas postagens

Conteúdos e estratégias
para e-commerce

Receba conteúdos especializados no seu e-mail.
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]